Jair lamenta gols perdidos no Peru e vê Corinthians em vantagem no clássico

Do UOL, em Santos (SP)

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Jair Ventura lamentou os gols perdidos por Gabigol e Vecchio contra os peruanos

    Jair Ventura lamentou os gols perdidos por Gabigol e Vecchio contra os peruanos

O Santos foi "bombardeado" com chutes de longe na derrota para o Real Garcilaso por 2 a 0 nesta quinta-feira, no Peru, na estreia do time nesta edição da Copa Libertadores da América. Pressionada na altitude de 3.400m de Cusco, a equipe santista quase não chutou a gol. No entanto, o time teve duas grandes oportunidades, mas "pecou" na finalização. Após o jogo, o técnico Jair Ventura lamentou os erros de seus atacantes.

O pior deles foi proporcionado por Gabigol, que entrou em campo com o desempenho de quatro gols em quatro jogos. No Peru, o camisa 10 teve a chance de empatar a partida no primeiro tempo, mas chutou fraco, sem goleiro, em cima do zagueiro, após passe de Eduardo Sasha.

No segundo tempo, foi a vez de Vecchio não aproveitar o passe de Sasha. O camisa 20 recebeu livre, próximo a marca do pênalti, mas chutou por cima do gol.

"Não vejo problema pelo gramado ser menor, mas sim pela altitude. Mesmo assim, tivemos duas chances claras de gol, uma chance com o Gabriel e outra com o Vecchio, claras, que não conseguimos converter. Quando perdemos é o momento de falar pouco. Tudo vai parecer desculpa. Volto a repetir: todos que enfrentarem o Garcilaso aqui terão dificuldades. Sempre sem tirar o mérito deles", disse Jair Ventura.

Jair Ventura também lamentou o pouco tempo de recuperação que elenco terá para o clássico contra o Corinthians, domingo, no Pacaembu, pelo Campeonato Paulista. O treinador ressaltou que o rival terá um dia a mais para se recuperar da altitude na Colômbia, pois jogou na quarta-feira. Jair ainda fez questão de dizer que o Santos enfrentou altitude maior que os corintianos na rodada: 3.400m de Cusco contra 2.600m de Bogotá.

"Recuperação total, viagem cansativa, nós que não jogamos sentimos, imagina para os nossos atletas. Agora é descansar. Nós completamos nosso décimo jogo no ano. Sabemos da força do Corinthians. Eles tiveram um dia a mais de descanso, nossa altitude foi maior, mas temos de superar isso tudo para voltar à sequência boa de vitórias que estamos dentro do Paulista. Hoje foi uma situação atípica, não tirando o mérito do Real, mas sim por conta da altitude. Ainda bem que não jogamos mais na altitude na fase de grupos. Agora vamos em busca do caminho das vitórias", afirmou Jair.

Pela Libertadores, o Santos volta a campo no próximo dia 15, quando enfrenta o Nacional, do Uruguai, no Pacaembu. Como Estudiantes e Nacional empataram, o alvinegro praiano termina a primeira rodada na "lanterna" do Grupo 6.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos