Vinicius Jr. faz dois, e Fla vence na Libertadores fora de casa após 4 anos

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • AP Photo/Dolores Ochoa

    Vinicius Júnior comemora os gols da vitória rubro-negra sobre o Emelec-EQU

    Vinicius Júnior comemora os gols da vitória rubro-negra sobre o Emelec-EQU

A noite desta quarta-feira (14) foi de festa para a torcida rubro-negra. Depois de quase quatro anos sem vencer como visitante na Copa Libertadores, o Flamengo virou o jogo e bateu o Emelec-EQU por 2 a 1, no estádio George Capwell, em Guayaquil. Os gols foram de Vinicius Júnior - Angulo abriu o placar. Aos 17 anos, o garoto da Gávea viveu o principal momento com a camisa do clube e foi absolutamente decisivo no resultado. Ele foi festejado até pelos torcedores equatorianos.

Curiosamente, o último triunfo do Flamengo fora de casa na Libertadores havia sido justamente sobre os equatorianos em 2 de abril de 2014 (2 a 1). Na edição de 2017, o time não venceu nem sequer uma partida fora de casa e acabou eliminado ainda na fase de grupos.

Com o resultado, o Flamengo assumiu a liderança do Grupo 4 da Libertadores, com 4 pontos. River Plate-ARG e Santa Fe-COL completam a rodada apenas no dia 5 de abril. O próximo compromisso do Rubro-negro pela competição será contra os colombianos do Santa Fe, dia 18 de abril, com portões fechados no Rio de Janeiro.

Flamengo tem pênalti ignorado aos 6min

Logo no início da partida em um estádio com 40 mil torcedores, o Flamengo chegou perto de ter a chance para abrir o placar. Aos 6min, Diego fez boa jogada e lançou Everton Ribeiro. O zagueiro Guagua cortou para escanteio com a mão. O árbitro paraguaio Mario Diaz de Vivar ignorou o pênalti e apontou o escanteio, deixando claro que não havia visto o lance. Os jogadores rubro-negros o cercaram, mas a marcação não foi alterada.

Lance coloca fogo no jogo

A partir daí, o Flamengo se mostrou nervoso em algumas jogadas. Pouco depois de Lucas Paquetá receber um cartão amarelo, Jonas e Baguí protagonizaram uma dividida forte. Os dois ficaram no chão e discutiram em lance que poderia ter sido punido com cartão. O volante do Flamengo levou a pior e precisou de atendimento médico.

Paquetá discute com Dourado e Diego

O clima pesado continuou na partida. Aos 22min, Jonas roubou a bola e acionou Lucas Paquetá. A bola foi cortada para dentro e chutada nas mãos do goleiro Dreer. Diego e Henrique Dourado reclamaram muito do jovem rubro-negro. Por sua vez, Paquetá gesticulou e discutiu com os companheiros que queriam o cruzamento. O clima esquentou no Flamengo.

Goleiro Dreer garante empate no primeiro tempo

Apesar do nervosismo na primeira etapa, o Flamengo esteve sempre mais perto de abrir o placar do que os donos da casa. A melhor chance de gol veio aos 41min. Em cobrança de escanteio, Rhodolfo cabeceou firme para o chão. O goleiro Dreer fez grande defesa e buscou a bola no canto esquerdo para a frustração dos rubro-negros.

Fla começa bem no 2º tempo, mas sofre gol e se perde

O panorama do jogo pouco mudou no começo da segunda etapa. O Flamengo ainda dominava as ações e teve chances com Diego e Dourado. Nenhuma delas resultou em gol até que o Emelec saiu na frente e minou os cariocas. Aos 19min, Ângulo recebeu lançamento de Quiñónez e chutou cruzado. A bola desviou em Rhodolfo e morreu nas redes de Diego Alves.

Vinicius Júnior entra, muda o jogo e Fla garante a vitória

O jogo parecia complicado para o Flamengo, mas a virada veio nos pés de Vinicius Júnior, o nome da partida. Primeiro, ele fez fila e empatou aos 32min. Depois, recebeu boa bola aos 40min, limpou e estufou as redes equatorianas. Os dois gols foram de perna esquerda e resultaram em muita festa rubro-negra no Equador por uma vitória esperada há quatro anos.

EMELEC-EQU 1 X 2 FLAMENGO

Local: George Capwell, em Guayaquil (Equador)
Árbitro: Mario Diaz de Vivar (PAR)
Auxiliares: Milciades Saldivar (PAR) e Rodney Aquino (PAR)
Cartões amarelos: Quiñónez, Montero, Arroyo, Mejía e Dreer (Emelec); Lucas Paquetá, Renê e Everton (Flamengo)
Gols: Angulo, aos 19min do segundo tempo; Vinicius Júnior, aos 32min do segundo tempo e 40min do segundo tempo

Emelec-EQU
Dreer; Paredes, Guagua, Mejía e Baguí; Arroyo, Quiñónez (Solíz), Burbano (Montero), Luna (Mondaini) e Preciado; Angulo
Técnico: Alfredo Arias

Flamengo
Diego Alves; Rodinei, Rhodolfo, Juan e Renê; Jonas, Lucas Paquetá, Diego, Everton Ribeiro (Vinicius Júnior) e Everton; Henrique Dourado
Técnico: Paulo César Carpegiani

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos