Grêmio goleia Monagas-VEN por 4 a 0 e vence a primeira na Libertadores

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio FBPA

    Centroavante abriu o placar no início do segundo tempo em Porto Alegre

    Centroavante abriu o placar no início do segundo tempo em Porto Alegre

O Grêmio venceu a primeira na edição 2018 da Libertadores. Nesta quarta-feira (4), em Porto Alegre, o Tricolor fez 4 a 0 em cima do Monagas-VEN. A vitória foi construída no segundo tempo e depois de uma etapa inicial com futebol lento e apenas picos de criatividade. O resultado foi construído com os gols de Jael, Everton, Luan e Cícero. O triunfo se transformou em goleada nos minutos finais, mas premiou a melhora após o intervalo. Clique aqui e veja os gols da vitória do Grêmio.

A vitória leva o Grêmio a quatro pontos no grupo 1 da Libertadores e faz o Tricolor se aproximar do Cerro Porteño, que tem 100% de aproveitamento. Na próxima rodada, o time gaúcho visita a equipe paraguaia, em 17 de abril.

No domingo, o Tricolor visita o Brasil de Pelotas no segundo jogo da final do Campeonato Gaúcho. Na primeira partida, o time de Renato Gaúcho fez 4 a 0 e pode até perder no estádio Bento Freitas que volta a ganhar o estadual após quase oito anos de jejum.

Jael e Everton brilham

O centroavante foi oportunista e abriu o caminho da vitória. De quebra, confirma o bom momento como titular até a liberação legal de André. Já o camisa 11 também se reafirma como titular absoluto. Não só pela bola na rede, mas pela intensidade em todo o jogo.

Maicon e Alisson. Menção honrosa

O capitão não fez um bom primeiro tempo, mas na etapa final foi vital. Saíram dos pés de Maicon as jogadas que terminaram em gol. Alisson, por sua vez, injetou fôlego ao lado direito de ataque e ajudou a empurrar o Grêmio ao ataque.

Grêmio sem criatividade

O Grêmio fechou o primeiro tempo com 63% de posse de bola, de acordo com números oficiais da Conmebol, mas esteve bem longe de merecer a vitória. Com uma atuação devagar, o Tricolor parou na retranca do Monagas. Sem criatividade, teve domínio e pouca contundência. O melhor momento foi pouco antes do intervalo. Quando Ramiro apareceu na área para concluir. Na sequência, Luan também tentou. De resto, foi um jogo sem quase nada.

"Estamos errando muita coisa boba. Entramos dispersos no jogo, no final melhoramos. Mas vamos corrigir. Essa não é a nossa equipe, não", admitiu o capitão Maicon no intervalo.

Velocidade muda o jogo

Alisson entrou no lugar de Léo Moura, Ramiro foi recuado para lateral direita e o Grêmio ficou mais ofensivo. Mas não foi apenas a velocidade do camisa 23 que melhorou o jogo do Tricolor. Com troca de passes mais intensa, virando de um lado para o outro rapidamente, o time gaúcho conseguiu abrir espaços como não havia feito ainda. Com míseros cinco minutos veio o resultado: gol de Jael após cruzamento de Cortez. Na sequência, Luan acertou a trave com chute colocado e confirmou que o duelo havia se alterado por completo. Perto do apito final, Luan encerrou o escore com um chute cruzado.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 4 X 0 MONAGAS-VEN

Data e hora: 04/04/2018 (quarta-feira), às 19h15min (Brasília)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Público: 21.250 pessoas
Árbitro: Carlos Orbe (EQU)
Auxiliares: Luis Vera  (EQU) e Edwin Bravo (EQU)
Cartões amarelos: Kannemann (GRE); Cádiz (MON)
Gols: Jael, aos cinco minutos do segundo tempo (GRE); Everton, aos 15 minutos do segundo tempo (GRE); Luan, aos 41 minutos do segundo tempo (GRE); Cícero, aos 45 minutos do segundo tempo (GRE)

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura (Alisson), Geromel, Kannemann e Cortez; Arthur, Maicon (Cícero), Ramiro, Luan e Everton; Jael (Thonny Anderson)
Técnico: Renato Gaúcho

MONAGAS-VEN: Baroja; Bracho, Lencinas, Trejo e Óscar González; Dager Palacios, Flores (Reyes) e Javier García; Carlos Suárez, Luis González e Jhonder Cádiz
Técnico: Jhonny Ferreira

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos