Sem Gabigol, Santos aposta em "jogada mortal" de Sasha contra Estudiantes

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Gols de cabeça de Sasha fazem parte de jogada ensaiada. Já foram 4 gols assim

    Gols de cabeça de Sasha fazem parte de jogada ensaiada. Já foram 4 gols assim

O Santos aposta as suas fichas em uma "jogada mortal" neste início de temporada para surpreender o Estudiantes nesta quinta-feira (5), às 21h30 (de Brasília), pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América, e, enfim, deslanchar na competição sul-americana.

Sem poder contar com o seu principal jogador, o atacante Gabriel Barbosa, que cumpre suspensão pela expulsão na vitória por 3 a 1 contra o Nacional-URU, no último dia 15, a estratégia do Santos tem Eduardo Sasha como protagonista. Apesar da estatura, apenas 1,73 m, o jogador marcou quatro de seus seis gols em 2018 de cabeça e se tornou o principal artilheiro santista.

O aproveitamento se dá por uma jogada que é fruto do trabalho de Ventura: triangulação pelos lados, entre laterais e meio-campistas, e cruzamento para Sasha. Dos quatro gols, três saíram em cruzamentos dos laterais: dois de Daniel Guedes, pela direita, e um deles de Jean Mota, então improvisado na lateral esquerda.

Guedes tem sido o principal protagonista da jogada devido a facilidade para os cruzamentos. O jogador é o líder em assistências do Santos no ano e, mesmo com o retorno do antigo titular Victor Ferraz, recuperado de lesão, deve ser mantido para a partida.

A jogada já salvou o Santos algumas vezes nesta temporada. Diante da Ponte Preta, pela primeira fase do Paulista, perdendo por 1 a 0, a equipe encontrava dificuldades para furar o bloqueio defensivo do adversário, mas achou uma brecha justamente com a jogada, desta vez construída pelo colombiano Copete para Sasha. A partida terminou 2 a 1 para os santistas.

Contra o Nacional e o Palmeiras, o gol abriu caminho para o Santos construir suas vitórias em jogos considerados tensos, logo no início da partida.

"É questão de posicionamento e de movimentação para cabecear sozinho. Saber aproveitar a leitura das jogadas e evitar bater de frente com os zagueiros, que são muito maiores do que eu. É ganhar na velocidade, na antecipação, ou no posicionamento", afirmou o jogador.

O bom aproveitamento de Sasha no fundamento e o seu excelente início já fizeram o presidente José Carlos Peres falar publicamente o desejo de prolongar a permanência do atacante na Vila Belmiro. O camisa 27 está emprestado até dezembro pelo Internacional.

De acordo com o Footstats, o Santos foi a equipe que mais arriscou cruzamentos no Campeonato Paulista: 474, ao todo, média de 29,6 por partida. Apesar do número elevado, a equipe ficou somente com a quarta melhor média de aproveitamento neste fundamento, atrás de Red Bull Brasil, Palmeiras e Bragantino.

Curiosamente, o Santos também trabalha para evitar a mesma jogada dos rivais. "É uma grande equipe, forte, ofensiva e que está bem fisicamente. Eles disputam bastante a bola aérea, fazem muitos cruzamentos... A gente acompanhou esse jogo (contra o Real Garcilaso). Jair tem nos passado informações e estamos procurando estratégias para neutralizar", disse o zagueiro David Braz.

Braz, por sinal, é uma das dúvidas do técnico Jair Ventura. O defensor trata de um edema na coxa esquerda. Caso não possa atuar, Luiz Felipe deve ser o escolhido.

Companheiro do camisa 14 na defesa, Lucas Veríssimo era dúvida devido a uma virose, mas já trabalha sem limitações. Léo Cittadini, recuperado de lesão muscular, também pode entrar na vaga de Renato.

O Estudiantes lidera o Grupo 6 da Libertadores, com 4 pontos. Em segundo está o Real Garcilaso-PER, que empatou por 0 a 0 com o Nacional-URU nesta rodada. O Santos vem na sequência, com três pontos conquistados, enquanto os uruguaios tem dois.

A equipe não faz boa campanha no Campeonato Argentino, é apenas o 10º colocado e não vence há três jogos na competição.

FICHA TÉCNICA
Estudiantes-ARG x Santos

Data:
5 de abril de 2018, quinta-feira
Local: Ciudad de Quilmes, em Quilmes (ARG)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Roddy Zambrano (EQU)
Assistentes: Christian Lescano e Juan Macias (ambos do Equador)

Estudiantes-ARG: Mariano Andújar; Facundo Sánchez, Desábato, Jonathan Schunke e Gastón Campo; Gomez; Lucas Rodríguez, Giménez e Lattanzio; Juan Otero e Lucas Melano. Técnico: Lucas Bernardi

Santos: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz (Luiz Felipe) e Dodô; Alison; Renato (Léo Cittadini) e Jean Mota; Rodrygo, Arthur Gomes e Eduardo Sasha.. Técnico: Jair Ventura

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos