Após tropeço, Fla segura Barbieri, mas espera opção certeira para técnico

Rodrigo Mattos e Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Thiago Ribeiro/AGIF

    Maurício Barbieri era só sorrisos antes do jogo contra o Santa Fe. Situação é delicada

    Maurício Barbieri era só sorrisos antes do jogo contra o Santa Fe. Situação é delicada

O Flamengo está novamente em ebulição após o empate com o Santa Fe-COL por 1 a 1, na última quarta-feira (18), no Maracanã. O segundo tropeço em casa na edição atual da Copa Libertadores manteve a diretoria rubro-negra sob pressão no que diz respeito ao comando técnico.

A movimentação nos bastidores é intensa desde a eliminação no Campeonato Carioca, que resultou em seis demissões no departamento de futebol. Vice-presidentes e conselheiros sustentam a posição e pressionam o presidente Eduardo Bandeira de Mello pela contratação de um treinador experiente.

Tal fato, no entanto, depende de uma opção certeira. O mandatário, o CEO Fred Luz e o diretor executivo Carlos Noval ainda não vislumbraram um nome inquestionável no mercado. Enquanto isso, o interino Maurício Barbieri segue no comando. Eles apostam no profissional, mas reconhecem que o futuro está naturalmente atrelado aos resultados.

Barbieri foi bem avaliado pelos superiores nos jogos contra Vitória e Santa Fe. A direção considerou que o interino teve mais acertos do que erros, principalmente nas substituições. O que preocupa é a pressão que o jovem técnico enfrenta. O jogo contra os colombianos, quarta-feira (25), fora de casa, pode colocar o Rubro-negro em situação dramática na Libertadores e assombrado novamente pelo fantasma da eliminação precoce.

Em um Maracanã com portões fechados, os dirigentes do Flamengo se mostraram absolutamente descontentes com a performance do time. Vice-presidentes reclamaram em alto e bom som nos camarotes. Há uma insatisfação crescente com o desempenho aquém do investimento entre os cartolas.

A avaliação dos profissionais que comandam o futebol caminha praticamente na mesma linha. O veredicto é o de que o Rubro-negro relaxou e cedeu terreno aos colombianos. Não existe a opinião de que o Santa Fe melhorou na partida. A tensão está no ar e transparece no semblante de dirigentes cada vez mais pressionados.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos