Dirigente diz que Peñarol pode ser punido por bandeirão gigante

Do UOL, em São Paulo

Entre os clubes mais tradicionais do Uruguai, o Peñarol pode ser punido nesta edição da Copa Libertadores. E devido ao fanatismo de seus torcedores. Segundo afirmação do dirigente Gastón Tealdi, nesta quinta-feira (19), a equipe poderá ser multada pela Conmebol por conta de um bandeirão enorme exposto nas arquibancadas, que impediu a visibilidade da própria torcida.

A gigante recepção aos jogadores, preparada com dias de antecedência, aconteceu no último dia 4, no Estádio Campeón Del Siglo. Os anfitriões venceram o Atletico Tucumán por 3 a 1 na partida em questão.

"Sabemos que a Conmebol é bastante rigorosa em relação às bandeiras que podem ser levadas ao estádio. Inclusive, uma seção no regulamento [da Libertadores] fala estritamente sobre isto. O clube está sujeito a uma punição por parte da Confederação devido ao fato de a bandeira 'impedir a visibilidade'", afirmou Gastón Tealdi à radio 1010 AM, do Uruguai.

Não é a primeira vez que isto acontece. Em 26 de maio de 2011, pela semifinal da Libertadores, os torcedores receberam os atletas de maneira parecida antes do duelo contra o Vélez Sarsfield, da Argentina, no estádio Centenario, em Montevidéu.

Com exceção do Libertad, do Paraguai, que lidera a chave com 9 pontos, Peñarol, Atlético Tucumán e The Strongest têm 3 cada um. O Peñarol, apesar do revés, manteve-se na segunda colocação do grupo pela vantagem no saldo de gols, hoje em zero.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos