Martín pega dois pênaltis, mas Vasco é goleado pelo Racing e se complica

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • REUTERS/Agustin Marcarian

    Jogadores do Vasco lamentam gol do Racing em jogo pela Libertadores

    Jogadores do Vasco lamentam gol do Racing em jogo pela Libertadores

Martín Silva até tentou ajudar. Pegou nada menos que dois pênaltis de Lisandro  López. Mas isso não foi o suficiente para o Vasco se livrar de uma goleada por 4 a 0, nesta quinta, no estádio El Cilindro, na grande Buenos Aires (ARG), e ficar em situação muito delicada no Grupo 5 da Copa Libertadores com apenas um ponto - clique e assista aos gols.

Para conseguir obter uma vaga nas oitavas de final da competição, o Cruzmaltino agora terá que vencer suas próximas três partidas, sendo contra Racing e Cruzeiro em São Januário e diante da Universidad de Chile, em Santiago (CHI).

Neste domingo, o time do técnico Zé Ricardo enfrentará a Chapecoense, em Chapecó (SC), pelo Campeonato Brasileiro.

Zaga cochilou

Aos 6 minutos do primeiro tempo, o Racing cobrou um escanteio da direita, a zaga do Vasco cochilou e a bola sobrou livre para Donatti. O zagueiro chutou, mas Martín Silva fez boa defesa.

Martín Silva se estica todo

Em jogada individual, Lautaro Martínez chutou forte de fora da área e Martín Silva precisou se esticar todo para defender.

Resposta do Vasco

Aos oito minutos, Wagner fez ótimo passe para Wellington, que apareceu livre na área e finalizou à esquerda do gol. Perdeu grande chance!

Pênalti para o Racing e defesa de Martín

Aos 10 minutos, Evander dividiu com Saravia que caiu. O juíz marcou pênalti. Na cobrança, Lisandro López bateu no meio do gol e Martín Silva defendeu, salvando a pátria do Vasco.

AFP PHOTO / JAVIER GONZALEZ TOLEDO

Boa chance para o Vasco

Aos 26, Rios deixou Wellington na cara de Musso, que fechou o ângulo e fez o volante tocar para trás. Rios, então, encheu o pé, mas a bola desviou na zaga e foi para fora.

Furou!

Aos 28, o Vasco perdeu uma grande chance. Evander cruzou da esquerda, Wellington chegou de carrinho e a bola sobrou para Wagner, quase embaixo da trave, mas ele furou a conclusão. 

Gol do Racing

O gol do Racing saiu aos 32 do primeiro tempo, quando a zaga falhou e a bola sobrou livre para Centurión. O ex-são paulino encheu o pé e abriu o placar para os argentinos.

2 a 0 Racing

Seis minutos depois o Racing ampliou. Zaracho fez grande jogada individual e rolou para para Centurión, que cruzou rasteiro para Lautaro completar para o gol. 

Martín pega outro pênalti de López

Aos 45, Martínez driblou Erazo e foi derrubado na área. Pênalti marcado. Lisandro López novamente pediu para bater e outra vez Martín Silva defendeu. 

REUTERS/Agustin Marcarian

3 a 0 Racing

Logo aos seis minutos da etapa final, Zaracho aproveita bobeada de Wellington, dá um drible da vaca em Paulão e amplia para o Racing.

Pênalti e desta vez López fez

Mesmo correndo o risco de se igualar ao seu compatriota Palermo, que pelo Boca Juniors perdeu três pênaltis na mesma partida, Lisandro López não titubeou e pediu para cobrar de novo após Wagner derrubar Saravia. Desta vez ele fez e pediu desculpas aos torcedores. 

Na trave!

Aos 34 do segundo tempo, Soto cruzou da esquerda e Zaracho cabeceou na trave. Quase o quinto do Racing.

Estreia

O volante Bruno Silva, contratado junto à Ferroviária (SP), fez sua estreia pelo Vasco e como titular na partida diante do Racing. 

Familia de Desábato na área

A família do volante argentino Desábato, novo xodó da torcida, esteve presente na arquibancada juntos aos vascaínos no estádio El Cilindro.

Pedro Ivo Almeida / UOL Esporte
Familiares de Desábato na torcida do Vasco no estádio El Cilindro

Invasão vascaína

Cerca de mil vascaínos estiveram em Buenos Aires para acompanhar a partida contra o Racing. Desde cedo eles fizeram bastante festa pelas ruas da capital argentina.

Hino do Vasco na Bombonera

O torcedor Pedro Henrique fez um registro curioso de sua passagem pelas ruas do entorno do La Bombonera, estádio do Boca Juniors. Do lado de fora, uma lojinha em frente ao local tocava um hino do Vasco. O vendedor, inclusive, sabia cantar os versos da canção. Confira:

RACING 4 X 0 VASCO
Local: 
El Cilindro, Buenos Aires (ARG)
Hora: 19h15 (horário de Brasília)
Árbitro: Ulisses Mereles (PAR)
Auxiliares: Milciades Saldivar (PAR) e Roberto Canete (PAR)
Cartões amarelos: Sigalli (RAC); Fabrício, Wellington, Wagner (VAS)
Cartões vermelhos:
Gols: Centurión, aos 32 minutos do primeiro tempo (RAC); Lautaro Martínez, aos 38 minutos do primeiro tempo (RAC); Zaracho, aos 6 minutos do segundo tempo (RAC); Lisandro López, aos 15 minutos do segundo tempo (RAC)

Racing
Musso, Saraiva, Sigali (Barbieri), Donatti e Solo; Solari, Domínguez, Saracho e Centurion; Lautaro e Lisandro López
Técnico: Eduardo Coudet

Vasco
Martín Silva, Yago Pikachu, Erazo, Paulão e Henrique; Bruno Silva, Desábato, Wellington, Evander (Rildo) e Wagner; Andrés Rios
Técnico: Zé Ricardo 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos