Torcedores criticam Conmebol por multas a bandeirões: 'Não mate a festa'

Do UOL, em São Paulo

  • Matilde Campodonico/AP Photo

    Clubes como Peñarol (foto) e Cerro Porteño foram punidos por bandeiras na Libertadores

    Clubes como Peñarol (foto) e Cerro Porteño foram punidos por bandeiras na Libertadores

Torcedores sul-americanos estão em pé de guerra com a Conmebol nas redes sociais. O motivo: a fiscalização rigorosa a respeito de bandeiras que bloqueiem patrocinadores da Copa Libertadores da América.

Na partida Peñarol 3 x 1 Atlético Tucumán do dia 4 de abril, válida pela segunda rodada do Grupo 3 da competição, torcedores da equipe uruguaia abriram um bandeirão nas arquibancadas do estádio Campeón del Siglo. A Conmebol então alertou que avalia multar o clube – segundo Gastón Tealdi, diretor aurinegro, por "impedir a visibilidade".

Segundo a imprensa paraguaia, o Cerro Porteño também foi penalizado por motivo semelhante: na vitória em casa por 2 a 1 sobre o Defensor Sporting, em jogo no dia 13 de março pela segunda rodada do Grupo 1, a torcida do clube abriu um bandeirão no estádio e acabou provocando uma multa de US$ 10 mil.

Por conta da fiscalização, torcedores de toda a América do Sul começaram a responder. Desde a quinta-feira, no Twitter, passaram a publicar a hashtag #ConmebolNoMatesLaFiesta – em português, "Conmebol, não mate a festa".

A ideia é dar destaque às festas promovidas por torcedores nas arquibancadas, com faixas, papeis picados e bandeiras.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos