Gabigol diz que jejum não incomodava e revela Jair bravo com ele no jogo

Do UOL, em Santos (SP)

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Gabigol quebrou jejum de oito jogos sem marcar um gol com a camisa santista

    Gabigol quebrou jejum de oito jogos sem marcar um gol com a camisa santista

A vitória do Santos por 2 a 0 diante do Estudiantes nesta terça-feira, na Vila Belmiro, pela quarta rodada do Grupo 6 da Copa Libertadores da América, marcou o fim do jejum de gols do atacante Gabriel Barbosa. Apesar de ficar oito jogos sem balançar as redes, Gabigol diz que a "seca de gols" não o incomodava e, por isso, ele teve tranquilidade para abrir o placar. Veja os gols da partida.

"Não pesa, venho fazendo o que sempre treinei, então pude ter calma. É muito bom fazer gols novamente. Oito jogos sem fazer gols não me incomoda, o que incomoda é não ganhar como foi contra o Bahia. Conseguimos a vitória, o gol foi um bônus", afirmou Gabigol ao Fox Sports.

"Confesso que não (incomodado com jejum?). Centroavante hoje em dia não tem que fazer só gol, tenho que abrir espaço para os companheiros., Se hoje não fizesse novamente não teria problema, o importante é ajudar o time com mais uma vitória", completou.

Gabigol revelou que o técnico Jair Ventura ficou bravo com ele em alguns momentos da partida. O motivo se deve ao fato de o camisa 10 sair bastante da área. Gabriel lembra que não é centroavante de origem e, por isso, não gosta de ficar esperando bola dentro da área.

"Sempre procuramos movimentar bastante, o Copete já jogou de centroavante. O Jair fica um pouco bravo quando saio da área porque não sou centroavante, jogo aberto. Tenho que ter mais paciência, gosto de armar, o Jair fica um pouco bravo. Eu vou saindo, o Sasha entra. Assim como o Copete faz também. Esse revezamento de posições é importante", explicou.

Com a vitória, o Santos disparou na liderança do Grupo 6 da competição continental. O clube paulista agora soma nove pontos e é seguido por Estudiantes e Real Garcilaso, com quatro pontos, e Nacional, do Uruguai, com três. Vale lembrar que peruanos e uruguaios se enfrentam nesta quarta-feira. Se empatarem, o alvinegro praiano já garante classificação para as oitavas de final.

"Encaminhada, não concretizada. Uma derrota lá (contra o Nacional, no Uruguai, no próximo dia 1º) pode complicar a gente, temos uma semana para descansar para depois tentar uma vitória", concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos