T.Neves promete história diferente na quinta, mas não quer jogar de falso 9

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Lightpress

    Meia chamou responsabilidade e prometeu história com final feliz para o Cruzeiro

    Meia chamou responsabilidade e prometeu história com final feliz para o Cruzeiro

O meia Thiago Neves mandou um recado para o técnico Mano Menezes. Questionado sobre a possibilidade de jogar como falso nove pelo Cruzeiro, o jogador foi sincero e deixou claro que não gosta de atuar na posição. O esquema foi utilizado pelo treinador na partida contra a Universidad de Chile, na semana passada, mas não foi aprovado pelo jogador.

"Dificulta, eu não sou de jogar de costas, não gosto, prefiro vir de trás, organizando junto com Henrique, Lucas, Ariel, Robinho. Eu gosto de tocar na bola o tempo inteiro, com o time. O Mano prefere o Arrascaeta (como falso nove), no ano passado deu certo. Mas o importante é estar dentro. Ali dentro de campo a gente se resolve, acha o posicionamento certo. Espero que na quinta-feira, independentemente de quem jogar, a gente consiga a vitória", comentou.

Na última partida pela Libertadores, o sistema ofensivo do Cruzeiro foi formado por Henrique, Mancuello e Lucas Silva com Thiago Neves, Robinho e Arrascaeta mais à frente. Na prática, a equipe pouco produziu e só acordou na segunda etapa do jogo. Opção no banco, Sassá foi promovido ao jogo, mas só entrou faltando 15 minutos para o fim.

Contra o Fluminense, no último domingo, Mano mudou a estratégia e começou o jogo com Sassá de titular. Contudo, o Cruzeiro não conseguiu marcar ao menos um gol de empate mesmo com um a mais na maior parte do jogo, seja pela incapacidade ofensiva ou por causa das boas intervenções do adversário.
Com ou sem centroavante, é fato que a história das últimas três partidas (duas derrotas e um empate) não poderá se repetir contra a La U na próxima quinta-feira. Se não sair vencedor do Mineirão, o Cruzeiro poderá ficar bem perto de um adeus precoce na fase de grupos pela primeira vez em uma Libertadores. Se ainda não sabe em qual setor do campo jogará, Thiago Neves mostra certeza que o desfecho do próximo jogo será positivo para a Raposa.

"Quinta-feira a bola vai ter que entrar de qualquer jeito, quinta a história muda", definiu.

"Procuro ficar mais concentrado, pois sei que o time precisa de mim nesses momentos. O torcedor também confia em mim e sabe que quinta-feira tenho que fazer algo diferente. Estou bem focado, 100%, preparado. Não vejo a hora de começar o jogo para dar a volta por cima e apagar essa má fase nossa com uma vitória".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos