Corinthians é dominado no 1º tempo e perde para o Independiente em Itaquera

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / NELSON ALMEIDA

    Benítez comemora primeiro gol do Independiente em Itaquera

    Benítez comemora primeiro gol do Independiente em Itaquera

O Corinthians perdeu a chance de praticamente garantir a vaga nas oitavas de final da Libertadores na noite desta quarta-feira. O Independiente, que jogava sua sobrevivência na competição, frustou os planos do time alvinegro ao fazer 2 a 1 em plena Arena de Itaquera. O atual campeão da Copa Sul-Americana dominou no primeiro tempo e se segurou no segundo para embolar o Grupo 7. Clique aqui para ver os gols.

Os argentinos abriram o placar logo no primeiro minuto de jogo, com Benítez. O paraguaio Romero, pouco depois, fez um gol contra. Jadson diminuiu ainda no primeiro tempo, mas o Corinthians não conseguiu empatar o duelo nos 60 minutos seguintes. Emerson Sheik, que entrou para tentar fazer o gol da igualdade, foi expulso por agressão após dois minutos em campo. 

Com a derrota em casa, o Corinthians se manteve com sete pontos e viu o Independiente se aproximar, com seis, mesmo número do Deportivo Lara, da Venezuela. O Millonarios, da Colômbia, soma quatro pontos. O time de Fábio Carille visita o Lara no próximo dia 17, fora de casa, pela quinta rodada da fase de grupos. No mesmo dia, o Millonarios recebe o Independiente.

O Corinthians volta a campo no próximo domingo em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro. O adversário será o Ceará. O jogo será disputado em Itaquera, às 11h (horário de Brasília), provavelmente com equipe mista escalada por Carille. 

O melhor: Meza

Reserva em Avellaneda por questões físicas, Meza foi titular em Itaquera e fez diferença. Foi o principal criador da equipe argentina e participou de forma ativa nas melhores jogadas do Independiente. 

O pior: Sidcley

Foi um dia de muitos problemas para toda a defesa do Corinthians, com erros individuais e coletivos. O lateral esquerdo foi quem mais sofreu com as investidas dos argentinos em seu setor.

Argentinos na frente..

O Corinthians deu o pontapé inicial da partida, mas logo viu o Independiente ir ao ataque para abrir o placar em Itaquera. Em rápida saída pelo lado direito, Meza aproveitou um espaço deixado por Sidcley, invadiu a área e cruzou para Romero, que viu Cássio fazer a defesa no chute. Benítez pegou o rebote e marcou.

...e quase ampliam na sequência

Bem postado em campo e com muita movimentação dos homens da frente, o Independiente não parou de atacar o Corinthians em plena arena de Itaquera. Pouco depois do gol, Cássio fez uma defesa no chão, novamente em descida dos argentinos pelo lado direito. No lance seguinte, Balbuena tentou cortar um cruzamento e acertou o travessão.

Corinthians trava e sofre o segundo 

AFP PHOTO / NELSON ALMEIDA

Mesmo jogando em casa com o apoio da torcida, o Corinthians se viu preso na marcação do Independiente, que entrou em campo com uma formação com três zagueiros e seis atletas no meio-campo. Sem espaço para criar, o time de Carille se limitava a cruzar a bola na área. Para piorar a situação, Romero fez um gol contra depois de um escanteio cobrado pela esquerda. O paraguaio tentou afastar a bola, mas o desvio no primeiro pau tirou a bola das mãos de Cássio.

Combinação paraguaia + Jadson = gol corintiano

AFP PHOTO / NELSON ALMEIDA

Amplamente dominado pelos argentinos, o Corinthians reagiu aos 31min. Balbuena, lá da intermediária, enfiou passe perfeito para Ángel Romero – o paraguaio girou sobre o marcador e deu passe perfeito para Jadson deslocar o goleiro rival e diminuir. Ponto para Carille, que havia tirado o paraguaio da ponta direita justamente para trabalhar pelo centro.

Romero vira centroavante

Na metade do primeiro tempo, o Corinthians passou a jogar com um centroavante de ofício. Coube a Romero desempenhar a função. Com isso, Jadson passou a atuar pelo lado direito, com Vital à esquerda e Rodriguinho por dentro. Na etapa final, Carille lançou Marquinhos Gabriel no jogo na vaga de Vital. 

Retorno do esquema 4-1-4-1 

O Corinthians atuou no 4-1-4-1 nos primeiros nove jogos da temporada. Após a entrada de Pedrinho, o esquema voltou à tona - o jovem meia-atacante entrou na vaga de Sidcley. Com isso, Maycon virou lateral esquerdo e Gabriel ficou como único volante, Jadson e Rodriguinho atuaram pelo meio, com Pedrinho e Marquinhos Gabriel abertos.

Sheik agride e é expulso após dois minutos

Daniel Vorley/AGIF

Última cartada de Carille, Emerson foi a campo aos 33min do segundo tempo e passou longe de ser o herói corintiano. Depois de entrada dura sobre Pedrinho, Sheik acertou um chute contra o argentino Sanchez Miño e foi expulso sem sequer encostar na bola, dois minutos depois de ser acionado para a vaga de Jadson. O experiente atacante, vale lembrar, foi expulso na Libertadores 2015 por agressão em clássico contra o São Paulo. 

Clima de amizade após ameaça

O Independiente ameaçou deixar a Libertadores depois de um erro da arbitragem no confronto da Argentina - um gol legal foi anulado após o Corinthians fazer 1 a 0. Nesta quarta, a diretoria alvinegra resolveu colocar panos quentes na situação ao entregar uma placa a dirigentes argentinos. Nela, um texto ressaltava a "rivalidade saudável" entre os clubes. Em campo, o clima não foi tão bom. No fim do primeiro tempo, o técnico Fábio carille chegou a discutir com um jogador do Independiente por causa de cera feita pelo goleiro.

Homenagem e veto da Conmebol

Divulgação/Corinthians

Pouco antes de a bola rolar em Itaquera, o Corinthians fez uma homenagem a Sócrates ao inaugurar uma estátua do ex-jogador na Arena. A ideia era entrar em campo com a marca da Democracia Corinthiana na parte da trás da camisa. A conmebol, entretanto, vetou o termo por considerá-lo manifestação política.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 x 2 INDEPENDIENTE

Data: 2 de maio de 2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (Brasília)
Competição: Copa Libertadores (fase de grupos)
Público: 34.287 pagantes (total: 34.588)
Renda: R$ 2.415.956,35
Local: Arena Corinthians, em São Paulo
Árbitro: Victor Hugo (Peru)
Auxiliares: Jonny Bossio e Victor Raez (ambos do Peru)
Cartões amarelos: Sanchez Miño, Amorebieta, Silvio Romero e Meza (Independiente)
Cartão vermelho: Emerson

Gols: Benítez, a um minuto, Romero (contra), aos 24, e Jadson, aos 31 minutos do primeiro tempo.

CORINTHIANS: Cássio, Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley (Pedrinho); Gabriel e Maycon; Romero, Rodriguinho, Jadson (Emerson Sheik) e Mateus Vital (Marquinhos Gabriel). Técnico: Fábio Carille.

INDEPENDIENTE: Campaña; Franco, Figal e Amorebieta; Bustos, Domingo, Rodríguez (Gaibor) e Sanchez Miño;; Meza, Benítez (Gastón Silva) e Romero (Gigliotti). Técnico: Ariel Holan.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos