Borja não comemora gols, mas justifica atitude: 'Torço pelo Junior'

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Vorley/AGIF

    Borja toca por cima do goleiro Viera para fazer seu segundo gol no jogo

    Borja toca por cima do goleiro Viera para fazer seu segundo gol no jogo

Autor dos gols que deram a vitória ao Palmeiras por 3 a 1 sobre o Junior Barranquilla, nesta quarta-feira, no Allianz Parque, Miguel Borja tinha motivos de sobra para extravasar após ir às redes - ele é o artilheiro alviverde nesta temporada, com 14 gols. Mas o camisa 9 reagiu de forma oposta. Cara fechada, encarada da torcida, quase nenhuma vibração. Nem os aplausos ao ser substituído, aos 25 minutos do segundo tempo, comoveram o jogador. Assista aos gols da partida.

Estaria Borja na bronca com parte da torcida, que não poupou críticas à equipe por conta da derrota para o rival Corinthians no último fim de semana? Ele deu outra justificativa, mais íntima. "Não festejei porque torço para o Junior", disse o colombiano, respeitando o clube do coração na infância.

"Da felicidade vem um pouco de tristeza. O Junior teria de ganhar e o Boca [Juniors] não fazer o mesmo. Mas tratamos de fazer o nosso trabalho", completou Borja na saída de campo.

A vitória garantiu ao Palmeiras a melhor campanha da fase de grupos da Libertadores, com 16 pontos, mas eliminou o Junior, que foi ultrapassado pelo Boca na tabela do Grupo 8.

Apesar da tristeza pelo fracasso do Junior, o atacante colombiano exaltou a atuação do Palmeiras, principalmente no segundo tempo. "Foi um grande resultado. Jogamos muito bem, a equipe melhorava a cada minuto que passava", concluiu Borja.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos