Cruzeiro bate Racing em BH e se garante como 1º do grupo na Libertadores

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Dudu Macedo/Fotoarena/Estadão Conteúdo

    Thiago Neves foi o responsável por iniciar a vitória do Cruzeiro diante do Racing

    Thiago Neves foi o responsável por iniciar a vitória do Cruzeiro diante do Racing

O Cruzeiro venceu o Racing por 2 a 1 em uma partida muito difícil no Mineirão. Thiago Neves e Lucas Silva marcaram para o mandante, e Ricardo Centurión descontou para os argentinos no duelo válido pela sexta rodada do Grupo 5 da Libertadores da América. Clique aqui e assista aos gols.

Com o resultado, a Raposa termina como líder da chave, com 11 pontos conquistados, e tem a vantagem de decidir como mandante nas oitavas de final. Os hermanos ficam na segunda posição, com o mesmo número. Mas perdem no critério de desempate. A dupla está classificada para a fase seguinte do torneio. Os adversários serão decididos em 4 de junho, em um sorteio na sede da Conmebol, no Paraguai.

O melhor: Lucas Silva faz partida excelente em BH

Não foi só pelo gol marcado aos 11 minutos do primeiro tempo, mas também pelo bom trabalho defensivo. Lucas Silva foi o grande nome do Cruzeiro no jogo ocorrido no Mineirão. Com cinco desarmes, ele foi o maior ladrão de bolas do confronto.

O pior: Lucas Romero vacila pelo lado direito da defesa
Improvisado como lateral, o argentino não fez uma boa partida no Mineirão. Ele deu muito espaço para os homens de frente do Racing na criação de jogadas. Soto e Centurión aproveitaram as brechas para levar perigo ao gol de Fábio. O segundo, inclusive, marcou um gol em um lance que contou com erro de Lucas Romero.

Thiago Neves segue como o artilheiro do Cruzeiro em 2018

Thiago Neves ficou fora de combate por 16 dias. Apesar do período longe de campo, o meia-atacante não perdeu o costume e marcou um gol logo aos dois minutos de jogo. O tento anotado o mantém como artilheiro isolado da equipe no ano. Ele balançou as redes em nove oportunidades em 2018. O segundo é Arrascaeta, com sete bolas nas metas dos adversários.

Lucas Silva coroa boa fase com gol

A bola roubada de Solari no meio de campo, o avanço até a intermediária e o chute rasteiro, que morreu no fundo da rede de Juan Musso. O lance do gol de Lucas Silva, o primeiro desde 3 de setembro de 2017, coroou o bom futebol do jogador na temporada. Escolhido como titular de Mano Menezes há um mês, o volante fez um gol que coroa o ótimo momento. Ele foi titular em sete dos últimos nove compromissos da equipe em 2018.

Racing muda posição forma de jogar e ganha Centurión na área

Após ser massacrado pelo Cruzeiro nos minutos iniciais do jogo que ocorreu no Mineirão, o Racing mudou a forma de jogar. O técnico Eduardo Coudet colocou o centroavante Lisandro López como meia-atacante e deixou Centurión livre para chegar ao ataque. O fato culminou em um gol dos argentinos. O camisa 22 aproveitou cruzamento de Augusto Solari para estufar a rede de Fábio.

Arrascaeta perde gol incrível em provável despedida

O jogo contra o Racing, da Argentina, pode ser o último de Arrascaeta pelo Cruzeiro. Marcado pelos gols durante a passagem no clube - 42 em 165 jogos -, o uruguaio desperdiçou uma chance incrível no primeiro tempo. Ele recebeu de Henrique e invadiu a área, mas perdeu a posse de bola ao tentar drible sobre o goleiro Juan Musso. Convocado para a seleção uruguaia, ele se apresentará no decorre da semana. O problema é que tem ofertas de Inglaterra e França e pode nem sequer voltar à Toca da Raposa II ao fim da Copa do Mundo da Rússia.

Árbitro irrita cruzeirenses no fim do primeiro tempo

Um fato inusitado marcou o fim do primeiro tempo. Thiago Neves demorou a cobrar escanteio pelo lado direito do ataque e viu o árbitro apitar o fim da etapa inicial antes mesmo de cobrar o tiro de canto. A escolha de Andres Rojas, da Colômbia, irritou os jogadores de Mano Menezes, que já estava no vestiário no momento do lance. O técnico optou por descer para o local minutos antes do fim.

Bruno Silva desperdiça nova chance na Libertadores

Acionado por Mano Menezes pela segunda vez apenas na Copa Libertadores, Bruno Silva decepcionou novamente pelo Cruzeiro. O volante entrou na vaga de Robinho, pelo lado direito do meio de campo, e pouco acrescentou à equipe. Antes disso, ele havia atuado por oito minutos contra o Vasco, me São Januário, na goleada por 4 a 0. Vale lembrar que o jogador de 31 anos custou R$ 6 milhões aos cofres da equipe no início da temporada.

Cruzeiro sofre gol pelo 3º jogo seguido

Depois de passar cinco jogos seguidos sem ter as redes balançadas, o Cruzeiro atinge uma série de três partidas com gols sofridos na temporada. O time já havia tomado gol do Atlético-PR no triunfo por 2 a 1 (Pablo marcou na ocasião) e do Atlético-MG, no revés por 1 a 0 (Róger Guedes deixou o seu no clássico). Nesta terça-feira, foi a vez de Ricardo Centurión marcar contra a equipe de Mano Menezes.

CRUZEIRO 2x1 RACING-ARG
Motivo
: 6ª rodada, grupo 5 da Libertadores
Data/Hora: 22/05/2018, às 21h30 (de Brasília)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Andrés Rojas (COL)
Assistentes: Alexander Gusman (COL) e Eduardo Diaz (COL)

GOLS: Thiago Neves, 2'1ºT (1-0); Lucas Silva, 10'1ºT (2-0); Centurión, 27'1ºT (2-1)
Cartões amarelos: Robinho, Léo (CRU), Solari, Lautaro Martínez, Miguel Barbieri, Diego González (RAC)
Cartão vermelho: Não teve.
Público/Renda: 38.564 pagantes/43.276 presentes/R$2.213.676,00.

CRUZEIRO: Fábio; Lucas Romero, Dedé, Léo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Robinho (Bruno Silva, 26'2ºT), Thiago Neves (Rafael Sóbis, 19'2ºT) e Arrascaeta; Sassá (Raniel, 32'2ºT). Técnico: Mano Menezes.

RACING: Juan Musso; Ivan Pillud, Miguel Barbieri (Lucas Orbán, 39'2ºT), Alejandro Donatti e Alexis Soto; Diego González, Neri Cardozo (Brian Mansilla, 37'2ºT), Solari (Matías Zaracho, 27'2ºT) e Centurión; Lisandro López e Lautaro Martínez. Técnico: Eduardo Coudet.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos