Rival do Corinthians segurou Argentina e custou só R$ 2,8 mi a colombianos

Vanderson Pimentel

Do UOL, em São Paulo

  • Alejandro Pagni/AFP

Por mais que a prioridade do Millonarios seja vencer na Arena Corinthians, às 21h30 (de Brasília), e ficar entre os classificados do Grupo 7, um dos principais atletas da equipe colombiana terá justamente a responsabilidade de parar o Corinthians, que terá a estreia de Osmar Loss como técnico da equipe nesta quinta-feira (24).

Com apenas 20 anos e mais de 100 jogos como profissional, Wuilker Faríñez já acumula experiência e grandes atuações que chamaram muita atenção nas Eliminatórias da Copa do Mundo contra grandes seleções.

Goleiro com passagem por todas as seleções das categorias de base da Venezuela, Faríñez foi a grande novidade da seleção viñotinto ao ser convocado para a Copa América de 2015. O jogador, que havia acabado de atuar pela seleção sub-17 no Mundial, jamais tinha jogado como profissional.

Terceiro goleiro da equipe no torneio sul-americano vencido pelo Chile, Faríñez virou titular do Caracas justamente após a Copa América, com somente 17 anos.

Por mais que tivesse feito sua estreia na seleção profissional no ano seguinte, o camisa 1 passou a chamar mais atenção durante o Mundial Sub-20 do ano passado. Ao lado de Yeferson Soteldo, Yangel Herrera e Alberto Peñaranda, o goleiro levou a Venezuela à final do torneio, mas foi derrotada pela Inglaterra por 1 a 0.

Depois da competição, o titular do Caracas assumiu de vez a camisa 1 da seleção profissional e chegou a ser exaltado pelo técnico Rafael Dudamel. "Temos goleiro para os próximos 20 anos". Meses depois, Faríñez mostrou na prática o motivo de ter tanta confiança do treinador da equipe, em jogo contra a Argentina fora de casa.

Atuação de gala

A equipe, que havia começado a ser treinada por Jorge Sampaoli, precisava vencer a Venezuela no Estádio Monumental de Núñez para tentar garantir uma vaga na Copa do Mundo de forma tranquila. No entanto, as diversas tentativas de chutes de Lionel Messi, Paulo Dybala e Mauro Icardi pararam nas mãos e nos reflexos do jogo de apenas 1,81 m. A equipe viñotinto abriu o placar em Buenos Aires com Murillo, mas um gol contra de Fletscher impediu que Faríñez saísse da Argentina como um verdadeiro carrasco da Albiceleste.

Agustin Marcarian/Reuters

Apenas seis dias depois de ter parado o forte ataque argentino, o goleiro foi anunciado como reforço do Millonarios para 2018. Segundo a imprensa colombiana, o clube de Bogotá pagou cerca de US$ 900 mil (R$ 2,8 milhões, à época) para evitar que o Caracas o vendesse ao Benfica.

Titular desde a sua chegada, Faríñez conquistou o título da Superliga Colombiana já em janeiro contra o Atlético Nacional. No jogo da ida contra o Corinthians, Faríñez ajudou o Millonarios a segurar um empate sem gols, na estreia dos clubes na Libertadores.

Apesar do objetivo de classificar sua atual equipe para a fase final da competição sul-americana, Faríñez tem sonhos maiores para a sua promissora e longeva carreira. "Acho que é um grande passo ir para a Colômbia, e espero que seja um trampolim para poder ir ao futebol europeu, que é o que quero".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos