Com um a mais, Colo-Colo vence e deixa Corinthians ameaçado na Libertadores

Do UOL, em São Paulo

  • EFE/Elvis González

    Colo-Colo fez 1 a 0 e saiu na frente do Corinthians no jogo de ida das oitavas de final

    Colo-Colo fez 1 a 0 e saiu na frente do Corinthians no jogo de ida das oitavas de final

O Corinthians está novamente ameaçado em um duelo de oitavas de final de Libertadores. O time alvinegro foi derrotado por 1 a 0 pelo Colo-Colo na noite desta quarta-feira, no Chile. Carmona fez o gol chileno após jogada iniciada pelo ex-palmeirense Valdivia, o melhor em campo no duelo. Assista ao gol e aos melhores momentos do jogo.

A partida de ida acabou marcada pela expulsão do volante Gabriel, que recebeu o segundo cartão amarelo no começo do segundo tempo. Sem o camisa 5, o técnico Osmar Loss tirou Jadson de jogo para colocar Léo Santos. Nos minutos finais, Cássio ainda evitou o segundo gol chileno, em finalização de Barrios na pequena área.

A equipe paulista, que caiu nas oitavas de final nas últimas três eliminações, precisa agora vencer o Colo-Colo por dois gols de diferença para avançar às quartas de final. Se vencer por 1 a 0, a decisão será nos pênaltis. Os chilenos se classificam até mesmo com qualquer outra derrota por um gol de diferença. A partida de volta será em Itaquera, no próximo dia 29.

O Corinthians volta a campo no domingo que vem para enfrentar a Chapecoense. O duelo válido pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro será em Chapecó, às 16h (horário de Brasília).

O melhor: Valdivia

REUTERS/Ivan Alvarado

O ex-jogador do Palmeiras organizou o meio-campo durante todo a partida, com participação efetiva na maior parte dos lances. O camisa 10 também iniciou a jogada do gol do Colo-Colo, marcado por Carmona. Na jogada, Valdivia abriu o jogo mesmo marcado por dois corintianos.

O pior: Gabriel

Nitidamente nervoso em campo, o volante do Corinthians foi expulso de campo no começo do segundo tempo e forçou Osmar Loss a tirar Jadson do jogo (Léo Santos foi improvisado na cabeça de área). Gabriel também não foi bem enquanto esteve em campo. O camisa 5 viu Valdivia criar espaços sem conseguir detê-lo.

Corinthians tenta controlar o jogo no início

EFE/Elvis González

Pressionado pela torcida do Colo-Colo, que lotou o estádio Monumental, o Corinthians buscou o controle da partida. O time de Osmar Loss conseguiu tocar a bola no campo de ataque nos primeiros dez minutos, mas viu o Colo-Colo se organizar em campo e tomar às rédeas do jogo. A equipe corintiana, por sua vez, deixou de ficar com a bola ao encontrar muitas dificuldades em dominá-la com os quatro atletas ofensivos do meio-campo.

Colo-Colo busca jogadas áreas 

Com dois atacantes pesados na frente e dois alas livres para atacar no esquema 2-5-2, o Colo-Colo passou a assustar o Corinthians na base da bola parada, seja em escanteios ou faltas pela lado do campo, perto da área. Foi dessa forma que a equipe chilena quase abriu o placar aos 33 minutos, depois de um tiro de canto. A bola sobrou para o zagueiro Zaldívia, que conclui na pequena área. Cássio fez a defesa à queima-roupa e salvou o time brasileiro.

Chilenos pedem pênalti em jogo nervoso

EFE/Elvis González

Aos 28 minutos, um lance polêmico fez os jogadores do Colo-Colo pressionarem o árbitro Wilmar Roldán. No lance, a bola tocou o gramado e voltou no braço esquerdo do zagueiro Pedro Henrique. O juiz colombiano indicou que viu o toque, mas não considerou penalidade máxima. O duelo também foi marcado por alguns desentendimentos entre os atletas. Henrique, por exemplo, quase se envolveu em uma brida com dois defensores do Colo-Colo.

Gol chileno sai após jogada de Valdivia

Marcelo Hernandez/Getty Images

O Colo-Colo foi às redes logo depois de iniciar uma pressão no ataque. Valdivia recebeu pelo meio-campo e abriu o jogo para o ala Opazo mesmo marcado por dois jogadores corintianos. Após um cruzamento, Barrios finalizou e viu Cássio espalmar para frente. Carmona, no rebote, chutou forte para marcar o gol chileno.

Expulsão no começo do segundo tempo

Logo aos oito minutos da etapa final, o Corinthians ficou com dez jogadores em campo. O volante Gabriel, que recebeu um cartão amarelo no primeiro tempo, chegou atrasado em uma jogada e acertou Carmona. Roldán, perto do lance, mostrou o vermelho imediatamente. Loss, então, recompôs o meio-campo ao colocar Léo Santos no lugar de Jadson.

Colo-Colo aperta no fim e quase marca o segundo

Após passar boa parte do segundo tempo sem sofrer muito na defesa, o Corinthians teve momentos de apuro nos minutos finais em Santiago e contou com seu goleiro para evitar um prejuízo maior. Aos 41min, Barrios bateu de fora, Cássio rebateu e Damián Pérez, livre no rebote, isolou a finalização. Atordoado enquanto os chilenos seguiam sua cantoria, o Colo-Colo apertou e teve nova chance: na pequena área e com liberdade, Barrios recebeu de Pérez e parou em um milagre do camisa 12.

Caras conhecidas em campo

EFE/Elvis González

Além de Valdivia, o Colo-Colo também contou com Barrios no ataque. O ex-jogador do Palmeiras foi campeão da Libertadores com o Grêmio na temporada passada. O Corinthians ainda reencontrou o goleiro Orión, que defendeu o Boca Juniors na final da Libertadores 2012. O árbitro Wilmar Roldán apitou a partida que deu o título ao time brasileiro naquele ano.

FICHA TÉCNICA

COLO-COLO 1 x 0 CORINTHIANS

Data: 8 de agosto de 2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Competição: Libertadores (ida das oitavas)
Local: Estádio Monumental David Arellano, em Santiago
Árbitro: Wilmar Roldán (COL)
Assistentes: Alexander Guzman e John Alexander Leon (ambos da COL)
Cartões amarelos: Carmona, Opazo, Baeza, Insaurralde e Zaldívia (Colo-Colo); Gabriel, Douglas e Pedrinho (Corinthians)
Cartão vermelho: Gabriel (Corinthians)

Gol: Carmona, aos 37 minutos do primeiro tempo.

COLO-COLO: Orión; Zaldívia, Barroso e Insaurralde; Opazo (Fierro), Carmona (Valdés), Baeza, Valdívia e Pérez; Paredes e Barrios. Técnico: Héctor  Tapia.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Henrique (Carlos Augusto) e Danilo Avelar; Gabriel e Douglas; Romero, Pedrinho, Jadson (Léo Santos) e Clayson (Emerson Sheik). Técnico: Osmar Loss

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos