Corinthians bate Colo-Colo em Itaquera, mas é eliminado de novo nas oitavas

Dassler Marques e Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS/Paulo Whitaker

    Lucas Barrios marcou o gol que levou o Colo-Colo às quartas de final da Libertadores

    Lucas Barrios marcou o gol que levou o Colo-Colo às quartas de final da Libertadores

A fase de oitavas de final voltou a assombrar o Corinthians na Libertadores pela quarta vez seguida e pela oitava na história. O time paulista foi eliminado pelo Colo-Colo na noite desta quarta-feira, em plena Arena de Itaquera, mesmo vencendo o duelo por 2 a 1. Jadson e Roger marcaram para a equipe da casa, enquanto Barrios foi às redes pelos visitantes.

Assista aos gols da partida

O jogo em Itaquera foi marcado pela catimba chilena e pelo nervosismo, com direito a expulsão do lateral Danilo Avelar nos minutos finais. O Corinthians logo abriu o placar com Jadson, de pênalti, mas viu o Colo-Colo empatar depois de 16 minutos. Na etapa final, Roger fez o segundo e incendiou a Arena Corinthians, que recebeu mais de 38 mil torcedores, mas acabou triste pela eliminação. 

Mesmo após uma forte pressão, já à base de desespero nos minutos finais, o time alvinegro não conseguiu marcar o gol da classificação. No jogo de ida, os chilenos venceram por 1 a 0. Agora, o Colo-Colo enfrentará o vencedor do confronto entre Palmeiras e Cerro Porteño, que será definido nesta quinta-feira - o time brasileiro venceu a partida de ida por 2 a 0 em Assunção..

O Corinthians volta a campo no próximo sábado para enfrentar o Atlético-MG. O duelo é válido pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro e terá início às 19h (de Brasília).

Os melhores: Jadson e Valdivia

Veteranos das duas equipes e donos da camisa 10, o brasileiro e o chileno foram os melhores. Do lado do Colo-Colo, Valdivia teve participação para o gol de Barrios, criou oportunidades e deu bons passes a seu estilo, irritando os rivais em vários momentos. Jadson, por sua vez, anotou de pênalti, deu assistência para Roger e o toque de classe habitual.

O pior: Ralf

Aparentemente, o volante corintiano ainda não tem o melhor ritmo em sua terceira partida como titular desde que voltou de lesão. Amarelado na etapa inicial, não achou Valdívia em Itaquera.

Corinthians volta a cair nas oitavas

Assim como ocorreu em três edições após a conquista do título da Libertadores em 2012, o Corinthians voltou a ser eliminado nas oitavas de final. Nos últimos anos, a equipe paulista caiu nessa fase diante de Boca Juniors (2013), Guaraní-PAR (2015) e Nacional-URU (2016). Isso também aconteceu em 2010 (Flamengo), 2006 e 2003 (River Plate) e 1991 (Boca Juniors).

Mandante começa no ataque

Daniel Vorley/AGIF

Atrás de um gol para igualar a disputa com o Colo-Colo, o Corinthians, com o centroavante Roger no lugar de Clayson, começou a partida em um ritmo diferente do habitual. Com a marcação alta, o time mandante conseguiu recuperar bolas no campo de ataque e pressionou o adversário. Aos sete minutos, os corintianos chutaram a gol pela primeira vez, com o volante Douglas, que chutou de longe e mandou rente à trave.

Três substituições forçadas em Itaquera

O técnico Osmar Loss foi forçado a fazer uma alteração logo aos 14 minutos depois que Pedro Henrique foi derrubado por Valdivia. O zagueiro do Corinthians torceu o tornozelo no lance, tentou voltar a campo em seguida, mas não suportou as dores. Com isso, Léo Santos, de 19 anos, passou a fazer dupla com Henrique na zaga. Já na última parte do jogo, dois novos problemas: Pedrinho se machucou e deu lugar para Sheik. Fagner, que vinha bem, precisou sair - Vital assumiu a posição, e Léo passou à lateral. 

Gol corintiano veio logo após primeira lesão

Daniel Vorley/AGIF

O Corinthians abriu o placar em Itaquera tão logo Léo Santos entrou em campo. No ataque seguinte, Pedrinho completou um cruzamento de primeira e viu o volante Baeza cortar o passe com o braço. O árbitro argentino Nestor Pitana apontou pênalti. Jadson cobrou no canto, Orion hesitou na defesa e a bola do camisa 10 balançou a rede pela sexta vez na Libertadores.

Barrios empata aos 32min

REUTERS/Paulo Whitaker

O Corinthians diminuiu o ritmo após o gol e viu Valdivia brilhar novamente, assim como fez na partida de ida. O camisa 10 do Colo-Colo recebeu pelo meio e, sem marcação, abriu o jogo para Damián Pérez. O ala esquerdo cruzou e Barrios fez de cabeça depois de levar a melhor sobre Léo Santos no meio da pequena área.

Clima quente na Arena

Daniel Vorley/AGIF

O duelo entre Corinthians e Colo-Colo teve algumas jogadas mais ríspidas, principalmente no primeiro tempo. Fagner, por exemplo, fez falta dura em Barrios no começo do jogo. Na reta final da primeira etapa, Zaldivia e Romero se desentenderam - o paraguaio chegou a ficar caído no gramado após ter sido atingido pelo atleta do time chileno.

Corinthians perde duas chances, mas faz na 3ª

REUTERS/Paulo Whitaker

Sem a mesma velocidade e vigor físico, o Corinthians quase fez o segundo gol logo no começo do segundo tempo. Primeiro, Pedrinho obrigou o goleiro Orión a espalmar uma bola para escanteio. Após a cobrança do tiro do canto, Henrique finalizou na área e viu o goleiro adversário fazer uma defesa difícil à queima-roupa. Aos 17, o gol saiu, enfim. Jadson cobrou escanteio e Roger completou entre os zagueiros. 

Time chileno "cozinha" o jogo e irrita os corintianos

O duelo entre brasileiros e chilenos teve a marca da tensão habitual da Copa Libertadores. E nesse sentido, a equipe do Colo-Colo fez o possível para  esfriar o Corinthians. Valdivia chamou faltas, a maca foi acionada duas vezes durante o segundo tempo, a bola foi presa na lateral do campo e a partida correu com dificuldades em alguns momentos, para irritação da torcida da casa.

Fagner é principal opção do Corinthians 

Com Copa do Mundo no currículo, o lateral do Corinthians teve uma noite de destaque em Itaquera. Líder em passes certos de acordo com o Footstats, foi a principal opção de saída de bola e conseguiu boas combinações com Pedrinho pela direita, além da firmeza de sempre no aspecto defensivo. A ótima atuação só foi prejudicada por um vacilo, em chance dentro da área, que acabou com uma furada. O lateral deixou o campo no fim com dores na perna e deu lugar a Mateus Vital.

A história se repete: Avelar é expulso nos acréscimos

Com cartão vermelho de Gabriel na ida, o Corinthians voltou a ter um jogador expulso e repetir sua rotina em duelos de Copa Libertadores. Desta vez, foi Danilo Avelar que se irritou com falta marcada, empurrou Barroso e foi embora para o vestiário nos acréscimos da eliminação.

Confusão na arquibancada

Reprodução

Parte da numerosa torcida do Colo-Colo presente à Arena Corinthians entrou em confronto com a Polícia Militar. Irritados por não conseguir abrir uma faixa, os fãs entraram em confronto com policiais e chegarma a arrancar e atirar cadeiras na Arena. A confusão foi controlada após alguns minutos.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 2 x 1 COLO-COLO

Data: 29 de agosto de 2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Competição: Libertadores (volta das oitavas)
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Público: 38.112 pagantes (total: 38.429)
Renda: R$ 2.736.246,58
Árbitro: Nestor Pitana (ARG)
Assistentes: Juan Belatt e Gustavo Rossi (ambos da ARG)
Cartões amarelos: Ralf e Pedrinho (Corinthians); Damián Pérez, Barrios e Zaldivia (Colo-Colo)
Cartão vermelho: Danilo Avelar (Corinthians)

Gols: Jadson, aos 16, Barrios, aos 32 minutos do primeiro tempo, e Roger, aos 17 minutos do segundo tempo.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner (Mateus Vital), Pedro Henrique (Léo Santos), Henrique e Danilo Avelar; Ralf e Douglas; Pedrinho (Emerson Sheik), Jadson e Romero; Roger. Técnico: Osmar Loss

COLO-COLO: Orión; Zaldivia, Barroso e Insaurralde; Opazo, Baeza, Carmona e Damián Pérez (Fierro); Valdivia (Felipe Campos); Paredes (Pavez) e Barrios. Técnico: Héctor Tapia

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos