Capitão do Boca Juniors vai para o hospital após confusão com ônibus

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Jorge Pablo Batista/Instagram

    Pablo Perez deixou o estádio para ser atendido em hospital

    Pablo Perez deixou o estádio para ser atendido em hospital

A confusão na chegada do ônibus do Boca Juniors ao Monumental de Núñez antes da final da Libertadores contra o River Plate deixou jogadores do Boca feridos. O capitão do time, Pablo Perez, foi atingido no braço e no olho e precisou seguir para o hospital antes da partida. Ele retornou ao estádio 20h (de Brasília) antes de a partida ser adiada para domingo (25), às 18h (de Brasília). 

"Os jogadores estão abalados. Pablo Perez está ferido. Não têm condições de respirar. Não estamos em condições de partida", disse o dirigente do Boca Jorge Anró ao SporTV. Além de Perez, Gonzalo Lamardo, das categorias de base do Boca foi para o hospital também.

O médico do Boca Juniors, Jorge Batista, postou uma foto dos dois jogadores após receberem atendimento médico. O olho atingido de Pablo Perez é o esquerdo. Lamardo teve o olho direito atingido. 

Reprodução/Jorge Pablo Batista/Instagram
Lamardo, do Boca Juniors, após ser atingido no olho

O dirigente afirmou que pelo clube não haverá jogo contra o River Plate. "O Boca queria que a partida fosse cancelada. Poderia ter sido com o River ou Boca. O problema é que o plantel não está em condições de jogo. Temos jogadores com dificuldades para respirar", ressaltou.

Anró disse que não há condição de jogo para às 19h. "O Boca não quer que suspenda a partida, pelo público, mas os jogadores não têm condições. Às 19h não é possível, tem jogador no hospital", explicou.

UOL Cursos Online

Todos os cursos