Ex-River, técnico do Real diz que final da Libertadores perdeu significado

Do UOL, em São Paulo

  • EFE/Jose Manuel Vidal

Argentino, ex-jogador do River Plate e atual técnico do Real Madrid, Santiago Solari conhece bem Buenos Aires, o Monumental de Nuñez e o estádio Santiago Bernabéu, que será palco da final da Copa Libertadores em Madri. No entatno, para ele, a confusão que tirou o jogo da Argentina fez com que a decisão perdesse parte de seu encanto.

"Lamentavelmente, para mim a partida perdeu significado, perdeu um pouco do interesse. É uma pena, mas é a realidade. Tomara que a final no Bernabéu limpe tudo o que aconteceu até aqui, que dê um fim digno. A minha torcida já é conhecida", disse o treinador nesta sexta-feira (30), insinuando que torcerá pelo River no dia 9 de dezembro.

"Tomara que a história do Bernabéu ajude a limpar o nome da final, apesar de que isto é difícil com tudo que aconteceu. Por um lado, é uma honra para o madridismo e nosso estádio trazer a final da Libertadores. Mas não paro de pensar nas causas disso, na tristeza de ter de jogar a um oceano de distância de Buenos Aires. Partiu corações", completou Solari.

O primeiro jogo, na Bombonera, terminou empatado por 2 a 2 com boas atuações de Benedetto e Lucas Pratto. Como não há critério de gol qualificado, uma vitória de um dos lados por qualquer placar já garante o título histórico; um novo empate levará a decisão para as penalidades. Pela confusão nos arredores do Monumental, o River foi multado em 400 mil dólares e dois jogos com portões fechados.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos