Preso torcedor acusado de atacar ônibus do Boca na final da Libertadores

Do UOL, em São Paulo

  • AP Photo/Natacha Pisarenko

O torcedor Matias Firpo (31 anos), acusado de participar do ataque ao ônibus do Boca Juniors, durante a chegada do time para disputar o segundo jogo da decisão da Copa Libertadores da América, em 24 de novembro, foi preso nesta terça-feira (4) em sua residência no município de La Matanza, em Buenos Aires.

A promotora Adriana Bellavigna, encarregada do Ministério Público Federal, iniciou uma investigação do caso, momentos após o incidente que levou à suspensão da grande final.

Segundo informações do Corpo de Investigações Judiciais (CIJ), a identificação foi feita a partir de uma série de vídeos publicados nas redes sociais, que foram somados a imagens captadas pelo circuito de monitoramento urbano e filmagens policiais.

A partir dessas provas, segundo o Ministério Público Fiscal, uma série de características visuais revelaram quem é Matias e o seu paradeiro. "O torcedor utilizava um boné vermelho com detalhe branco, e sobressaia de sua calça pano cinza com vivido elástico negro''.

Os investigadores conseguiram detectar o caminho de Firpo durante os acidentes na rua até a sua entrada no Estádio Monumental, onde conseguiram encontrar sua identidade através do banco de dados utilizados no controle de acesso.

Matias Firpo será indiciado por delitos como: dano, agravado por ter sido cometido durante um espetáculo esportivo; lesão corporal leve; ataque a autoridades e formação de quadrilha.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos