Topo

Libertadores - 2019


Conmebol exige Wi-Fi e aumenta lista de objetos proibidos nos estádios

REUTERS/Marcos Brindicci
Entidade promete aumentar a segurança nos jogos da Copa Libertadores Imagem: REUTERS/Marcos Brindicci

Do UOL, em São Paulo (SP)

2019-01-09T17:09:21

09/01/2019 17h09

A Copa Libertadores e a Sul-Americana de 2019 vão contar com novidades fora dos gramados. O novo regulamento de segurança da entidade aumentou a lista de objetos proibidos nos estádios e ainda exige alterações na estrutura em alguns locais de jogos nas competições continentais desta temporada.

Marcada pelos constantes episódios de violência, o último deles na decisão da Libertadores de 2018 entre Boca Juniors x River Plate, que acabou transferida para Madri, a Conmebol agora proíbe 21 itens nos locais de partida, contra 18 do antigo regulamento. 

Entre essas alterações se encontram o veto aos 'famosos' bandeirões e também objetos pirotécnicos, como sinalizadores e fumaças utilizadas pelas torcidas, uma marca da competição.

A entidade também agora exige a presença de Wi-Fi nos estádios, a fim de melhorar a estrutura de trabalho dos profissionais na partida, como imprensa e organização. Não é especificado no documento se a internet será compartilhada com os torcedores.

Ainda nos locais de partida, a Conmebol passará a vetar a construção de arquibancadas provisórias, utilizadas, por exemplo, para aumentar a capacidade dos estádios para fases mais decisivas da competição.

O tratamento aos fãs apresenta mudanças. A entidade máxima do futebol sul-americano agora exige que todos os ingressos sejam demarcados com nome e identificação, além do assento na arena. Todos os bilhetes serão vendidos pela internet a partir de 2021.