UOL Esporte Liga dos Campeões
 
30/09/2009 - 17h37

Chelsea obtém nova vitória magra; Porto se reabilita com gol de letra

Após surpreender o Atlético de Madri na estreia, o APOEL também deu trabalho ao Chelsea, nesta quarta-feira. Mas, com nova vitória por 1 a 0, a equipe inglesa triunfou fora de casa e lidera com tranquilidade o grupo D da Liga dos Campeões. Em outra partida da chave, o Porto derrotou o Atlético de Madri, por 2 a 0, com um gol de letra de Falcao.

Eddie Keogh/Reuters
Anelka (e) marca o único gol da vitória do Chelsea, com passe do brasileiro Belletti
Paulo Duarte/AP
Falcao comemora gol de letra na vitória do Porto sobre o Atlético de Madri, por 2 a 0
CONFIRA IMAGENS DA RODADA DA LIGA
C. RONALDO É O NOVO ARTILHEIRO
JUVENTUS EMPATA COM BAYERN
MANCHESTER VIRA ANTE WOLFSBURG
VEJA A CLASSIFICAÇÃO DO GRUPO D
Assim como ocorreu no debute nesta edição da competição europeia, o Chelsea obteve vitória magra novamente com gol de Anelka, desta vez com participação do brasileiro Belletti. O placar foi suficiente para os londrinos dispararem na liderança com 6 pontos. O Porto ocupa a segunda posição com 3.

Com Deco inicialmente no banco, o Chelsea conseguiu se reabilitar de sua primeira derrota no Campeonato Inglês, que lhe custou a liderança do Nacional. Mesmo atuando longe de seus domínios, esperava-se que a equipe londrina tomasse a iniciativa da partida contra o modesto APOEL.

Mas o duelo começou truncado, com muitas faltas cometidas. A primeira chegada ao gol ocorreu aos 9min, com Essien. A partir daí, o Chelsea tentou pressionar e foi às redes aos 18min. Após jogada de Belletti pela direita, o atacante francês marcou seu segundo gol na Liga dos Campeões.

A equipe cipriota saiu mais para o jogo depois de sofrer o gol, mas sem ameaçar a meta de Cech. O Chelsea abusou das faltas para conseguir a suada vitória - enquanto o APOEL cometeu apenas cinco infrações, os londrinos somaram 22 ao longo de toda a partida.

Lampard desperdiçou chance de ampliar logo no início da etapa final e, desde então, o confronto ficou morno. Aos 20min, o time do Chipre tentou sufocar, sem sucesso. O técnico Carlo Ancelotti colocou Deco no lugar de Belletti, o Chelsea até criou mais, mas a partida ganhou ares dramáticos no fim.

O APOEL levava mais perigo em jogadas de bola parada - além das faltas sofridas, teve oito escanteios contra apenas dois do Chelsea - e arriscou com Charalambides e Jean Paulista. Anelka, Essien e Malouda tentaram ampliar o placar já nos acréscimos. Kosowski ainda teve a sua chance, mas Cech assegurou a vitória por 1 a 0.

Porto 2 x 0 Atlético de Madri
Na condição de mandante, a equipe portuguesa tomou a iniciativa, em partida equilibrada. Embora tenha criado mais chances até os 25min do primeiro tempo, o Porto sofreu pressão do Atlético de Madri na sequência, mas neutralizou o ataque espanhol. O brasileiro Hulk foi quem mais ameaçou os visitantes, mas sem conseguir marcar.

Com posse de bola bem dividida, o Porto arriscou mais chutes a gol e uma das tentativas deu resultado. Em jogada pela direita, Hulk cruzou para Falcao abrir o placar com belo gol de letra. Os anfitriões passaram então a dominar a partida e chegaram ao segundo tento com Rolando, após cobrança de escanteio.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host