UOL Esporte Liga dos Campeões
 
17/02/2010 - 10h49

Após críticas, Kaká se defende: "Não sou o culpado pela derrota"

Das agências internacionais
Em Madri (Espanha)

Kaká voltou a conviver com as críticas após a derrota do Real Madrid para o Lyon por 1 a 0, nesta terça-feira, pelo jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões. Com uma atuação discreta, o meio-campista se defendeu dos comentários negativos sobre sua atuação.

“Não sou o culpado pela derrota. A culpa é de toda a equipe. Talvez nos tenha pesado um pouco a ansiedade e a responsabilidade. Teremos que sofrer muito no Santiago Bernabéu para reverter o resultado, mas contamos com jogadores experientes, que sabem como atuar nestas partidas”, afirmou o brasileiro.

Kaká teve uma atuação discreta na derrota dos Merengues por 1 a 0 nesta terça-feira, no estádio Gerland. O meia recebeu críticas por seu desempenho sem brilho, com novas discussões em torno de sua forma física. Nas últimas semanas, houve uma polêmica sobre a lesão sofrida pelo camisa oito.

Segundo o diário espanhol Marca, Kaká teria uma pubalgia crônica e seria obrigado a fazer um tratamento especial durante toda sua carreira. Adriano Galliani, vice-presidente do Milan, negou que o clube tenha negociado o jogador lesionado para o Real Madrid.

Em seu blog no Marca, o colunista Juan José Anaut faz cobranças ao brasileiro. "Com quase seis meses de competição oficial, creio que já passou o tempo de adaptação e chega o momento de exigir responsabilidade a Kaká. Ele foi chamado para ser o cérebro do Real Madrid, mas sua estrela não brilha. Não questiono sua qualidade, pois grandes jogadores não deixam de ser craques da noite para o dia, mas está claro que, no momento, ele não mostrou as genialidades que o levaram a ser eleito Bola de Ouro em 2007", analisou.

Já o jornal El País crê que Kaká ainda está "perdido" no time espanhol. "Ele tem problemas. Já está há sete meses no Real Madrid e continua jogando como na pré-temporada ou pior. Os motivos são difíceis de se averiguar, já que o próprio Kaká diz que está 'fenomenal' e seu treinador, Manuel Pellegrini, ratifica. No entanto, o campo revela outra realidade."

Na partida contra o Lyon, Kaká participou de 50 jogadas, mas encontrou problemas para fazer a ligação com Higuaín e Cristiano Ronaldo. De 17 passes recebidos dos meio-campistas Xabi Alonso e Diarra, o brasileiro conseguiu com que onze deles chegassem à dupla ofensiva dos Merengues. Kaká ainda perdeu a bola oito vezes durante o jogo contra o time francês. O meia ainda finalizou duas vezes, mas sem sucesso.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host