UOL Esporte Liga dos Campeões
 
Jon Super/AP

Olic ajudou o Bayern de Munique a silenciar o Old Trafford

07/04/2010 - 17h37

Com golaço de Robben, Bayern se vinga do Man Utd e vai à semi da Liga

Do UOL Esporte
Em São Paulo

Em uma partida de tirar o fôlego, o Bayern de Munique se classificou para as semifinais da Liga dos Campeões e obteve sua vingança. Nesta quarta-feira, o Manchester United derrotou o time alemão por 3 a 2 no Old Trafford. Apesar do triunfo, quem ficou com a vaga foi a equipe visitante, que havia vencido por 2 a 1 em casa e ficou com a vaga por ter feito mais gols na casa do adversário.

DESTAQUES DO JOGO NO OLD TRAFFORD

  • Michael Dalder/Reuters

    Surpresa inicial: Rooney foi escalado como titular

  • Matthias Schrader/AP

    De letra, Nani fez o segundo gol do Man Utd

  • Oliver Lang/AFP

    Com um golaço, Robben deu vaga ao Bayern

Em 1999, Manchester United e Bayern de Munique decidiram o título do torneio continental. O clube alemão vencia por 1 a 0 no Camp Nou (em Barcelona) e estava com a taça nas mãos. No entanto, com dois gols nos acréscimos, a equipe inglesa virou a partida e conquistou o troféu.

Alex Ferguson surpreendeu a todos na escalação. O treinador do Manchester United, que havia dito que não arriscaria mandar Wayne Rooney a campo, colocou o atacante no onze inicial. O jogador inglês se recuperou de forma muito rápida de uma lesão no tornozelo, mas atuou no sacrifício e saiu no segundo tempo.

Do lado do Bayern de Munique, o técnico Louis van Gaal também contou com o retorno de um dos jogadores mais importantes da equipe. O meia-atacante Arjen Robben, que ficou fora da partida de ida, recuperou-se de uma lesão na panturrilha. O holandês se mostrou decisivo, ao fazer um golaço no segundo tempo e dar a classificação ao time alemão.

Na semifinal, o Bayern de Munique enfrentará o Lyon, que assegurou presença na próxima fase mesmo com uma derrota por 1 a 0 para o Bordeaux. No jogo de ida, o OL havia vencido por 3 a 1.

O jogo

A torcida do Manchester United precisou de pouco tempo para ir ao delírio e acreditar em uma classificação sem sustos. No primeiro lance ofensivo da partida, aos 3min, o brasileiro Rafael passou para Rooney, que tocou de primeira para Gibson; o meio-campista irlandês chutou, o goleiro Butt falhou e viu a bola ir para suas redes.

O gol logo no começo da partida tirou a vantagem do Bayern de Munique, que se viu obrigado a ir para cima se quisesse se classificar. O time alemão, porém, mal teve tempo para respirar. Aos 7min, Valencia fez boa jogada pela direita em cima de Badstuber e cruzou; Nani, de letra, marcou um golaço.

Rooney finalizou pela primeira vez aos 17min. Após escanteio cobrado pela direita, o atacante cabeceou por cima. O Bayern não conseguia trocar passes e praticamente não passava do meio-campo – tudo por conta da forte marcação dos Red Devils, ainda no campo de defesa do rival.

Nani arriscou de longe aos 22min, mas mandou muito longe do gol. Com a vantagem no marcador, o Manchester United diminuiu um pouco a pressão, mas sem descuidar da marcação. Em bola tomada na intermediária, Gibson chutou por cima aos 32min. Dois minutos depois, Rafael perdeu grande chance de fazer o terceiro. O brasileiro teve liberdade para avançar pela direita, invadiu a área e chutou cruzado para fora.

OPINIÃO DO BIRNER

"Que jogo em Old Trafford!!"

Na primeira oportunidade do Bayern nos 45 minutos iniciais, Müller deu bom passe para Olic aos 39min; porém, o goleiro Van der Sar saiu bem do gol e levou a melhor na dividida com o atacante. A resposta dos Red Devils foi fatal. Rafael cobrou um arremesso lateral com rapidez aos 41min, Valencia driblou Demichelis e cruzou; a bola passou por Rooney e Nani bateu firme para fazer o terceiro.

Quando se imaginava que a equipe inglesa estaria com a vaga nas mãos, o Bayern deu sinal de vida e colocou fogo no jogo. Aos 43min, Müller tocou de cabeça, Olic ganhou de Carrick e tocou fora do alcance de Van der Sar para diminuir. Nos acréscimos, Robben bateu colocado e exigiu defesa complicada de Van der Sar. Era o início da reação.

Segundo tempo

Para a etapa final, Van Gaal trocou um atacante por outro: saiu Müller, entrou Mario Gómez. O time alemão, que tentava marcar presença no campo de ataque, ficou com um jogador a mais em campo aos 4min. Rafael, que fazia uma boa partida, segurou Ribéry e cometeu falta; o brasileiro, que já tinha cartão amarelo, levou outra advertência e foi expulso.

 

A partida ganhou em emoção. Aos 9min, o goleiro Butt e Van Buyten se confundiram em uma cobrança de falta; Nani, por cobertura, mandou por cima. No minuto seguinte, Rooney deixou o campo aplaudido ao ser substituído por O’Shea. O Bayern aproveitou para ir para cima.

 

Van der Sar salvou o Manchester United aos 14min ao pegar um chute de primeira de Ribéry. Com a equipe alemã no ataque, o Manchester United tentou explorar os contra-ataques. Em um deles, aos 18min, Evra achou Nani pela esquerda; o jogador português avançou, bateu forte e Butt mandou pela linha de fundo. Carrick teve a chance de fazer o quarto dos donos da casa aos 20, mas sua conclusão foi por cima do travessão.

O Bayern se recuperou dos sustos e buscou a classificação. Gómez levou perigo a Van der Sar aos 23min, ao desviar de cabeça um cruzamento de Lahm pela direita – a bola passou rente ao travessão. O Manchester United respirou um pouco aos 26min, mas Gibson chutou fraco e facilitou a defesa de Butt. De tanto pressionar, a equipe alemã fez o segundo aos 29min, em grande estilo.

Ribéry cobrou escanteio pela esquerda e Robben, de primeira, acertou o canto direito de Van der Sar. O golaço era o suficiente para dar a vaga para o Bayern. No Manchester United, o jeito foi mandar o time à frente. O técnico Alex Ferguson tirou Carrick e Gibson e colocou Berbatov e Giggs em campo. Em vão, pois os donos da casa não mostraram o mesmo ímpeto ofensivo da primeira etapa e sentiram o amargo gosto da vingança.

MANCHESTER UNITED 3 X 2 BAYERN DE MUNIQUE

Manchester United
Edwin van der Sar; Rafael, Rio Ferdinand, Nemanja Vidic, Patrice Evra; Darren Fletcher, Michael Carrick (Dimitar Berbatov), Darron Gibson (Ryan Giggs); Antonio Valencia, Wayne Rooney (John O’Shea), Nani
Técnico: Alex Ferguson

Bayern de Munique
Hans-Jörg Butt; Philipp Lahm, Daniel Van Buyten, Martin Demichelis, Holger Badstuber; Arjen Robben (Hamit Altintop), Mark van Bommel, Bastian Schweinsteiger, Franck Ribéry; Thomas Müller (Mario Gómez), Ivica Olic (Pranjic)
Técnico: Louis van Gaal

Data: 7/abril/2010 (quarta-feira)
Local: estádio Old Trafford, em Manchester (Inglaterra)
Árbitro: Nicola Rizzoli (Itália)
Auxiliares: Cristiano Copelli e Luca Maggiani (ambos da Itália)
Cartões amarelos: Rafael (Manchester United), Van Bommel, Badstuber (Bayern)
Cartão vermelho: Rafael (Manchester United)
Gols: Gibson, aos 3min, Nani, aos 7min e aos 41min e Olic aos 43min do primeiro tempo; Robben, aos 29min do segundo tempo

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host