Liga dos Campeões 2015/16

Messi se depara com Cech, o goleiro que mais lhe dá pesadelo na Europa

Do UOL, em São Paulo

Lionel Messi é tetracampeão da Liga dos Campeões e possui vários recordes no torneio, mas existe um obstáculo que ele ainda não conseguiu superar. E o nome dele é Petr Cech, ex-goleiro do Chelsea e hoje no Arsenal, adversário do Barcelona nesta terça-feira, pela ida das oitavas de final. O argentino nunca conseguiu fazer gol em Cech.

Os dois já se enfrentaram em seis oportunidades, sempre pela Liga dos Campeões. Messi já chegou perto de balançar as redes, mas parou na trave três vezes. Até pênalti o argentino desperdiçou diante do goleiro, mandando a bola no travessão.

Cech não faz muito alarde sobre o feito, mas reconhece que é algo significativo diante de um jogador que já é considerado um dos maiores da história. "Durante um tempo não tinha reparado nisso. É fantástico. Poucos podem dizer que enfrentaram Messi tantas vezes e ele não encontrou uma forma de fazer um gol", comentou o tcheco ao Mirror.

O pênalti perdido é um símbolo desse duelo particular. Aconteceu nas semifinais da edição de 2011/12. Depois de perder na Inglaterra por 1 a 0, o Barcelona abriu 2 a 0 em casa e estava em vantagem quando Messi acertou o travessão na cobrança da penalidade. Ele ainda carimbou a trave mais uma vez, desta vez após leve desvio de Cech, que ajudaria a segurar a derrota por 2 a 1 que classificava o time londrino. Depois do pênalti perdido por Messi, o Chelsea ainda empatou o jogo e se sagraria campeão logo em seguida, na final, contra o Bayern.

Foi o troco do goleiro, que pelo Chelsea havia sido eliminado pelo Barcelona de Messi em 2006 e 2009. Por outro lado, o time londrino foi o único que conseguiu despachar o Barcelona duas vezes na Liga dos Campeões desde que Messi subiu para o time profissional.

A primeira foi em 2004/05, mas o argentino (titular na última rodada da fase de grupos) sequer estava no banco nos dois jogos em que Cech ajudou o Chelsea a avançar às quartas de final.

Nesta terça, Messi terá nova chance de superar Cech. Mas o goleiro troca o fim de sua invencibilidade pela classificação. "Se ele fizer três gols, mas nós passarmos de fase, só a vaga me importará".

UOL Cursos Online

Todos os cursos