Liga dos Campeões 2015/16

Nem Hulk salva! Gols no fim decretam classificação do Benfica na Liga

Do UOL, em São Paulo

O Zenit tentou, brigou e correu até o fim, mas os gols tardios de Gaitán e Anderson Talisca decretaram a vitória em 2 a 1 e a classificação do Benfica para a próxima fase da Liga dos Campeões.

Após o jogo de ida ter sido vencido pelo Benfica por 1 a 0, com gol do brasileiro Jonas, o Zenit pressionou o clube português para reverter o placar negativo. Com uma primeira etapa apagada, parecia que a classificação viria sem maiores problemas para o Benfica, mas uma movimentada segunda etapa garantiu emoção até o final do jogo em São Petersburgo.

Em boa jogada pela ponta esquerda, Zhirkov cruzou na medida para Hulk abrir o placar para os russos e levar a partida para a prorrogação. Entretanto, um gol de Gaitán aos 40 minutos do segundo tempo decretou o empate português e a classificação para a próxima fase. Anderson Talisca, que entrou nos acréscimos no lugar de Jonas, ainda teve tempo de aproveitar boa jogada e completar para o gol, marcando o segundo gol português.

Agora, o Benfica aguarda o sorteio para definir quem será seu adversário nas quartas de final do torneio europeu.

O JOGO

A partida entre Zenit e Benfica começou disputada. Apesar da necessidade dos russos de reverterem o placar negativo, a primeira chance de perigo foi da equipe portuguesa: Jonas cobrou falta da entrada da área e quase abriu o placar, mas Lodygin fez boa defesa.

Com Hulk, Witsel e Danny apagados, o clube russo sofria para criar boas oportunidades. A melhor oportunidade do Zenit na primeira etapa surgiu após cobrança de falta de Hulk, que desviou na barreira e quase enganou o goleiro Ederson.

O Zenit começou a segunda etapa tentando pressionar o Benfica em seu campo de defesa. Com apenas seis minutos de partida, o Zenit já havia ameaçado a meta de Ederson em duas oportunidades. Com o Benfica acuado e posicionado para tentar explorar um contra-ataque, que permitiria liquidar de vez a partida, o Zenit seguiu atacando o clube português. Após cobrança de falta da direita, Smolnikov desviou para o gol, mas Ederson fez boa defesa. No ataque seguinte, Dzyuba recebeu livre, dentro da área, mas bateu por cima do gol.

A pressão exercida pelo clube russo trouxe resultado: após Zhirkov recuperar a bola na ponta esquerda, o meia conduziu a bola até a área e cruzou na medida para Hulk completar de cabeça para o gol e abrir o placar, marcando seu 17º gol na fase de grupos do torneio europeu. Após o tento, o Benfica voltou a atacar e criou oportunidade para empatar a partida, mas Lodygin fez excelente defesa e mandou a bola para escanteio. Faltando 10 minutos para o fim da partida, Dzyuba fez fila na área portuguesa e bateu na saída de Ederson, que fez brilhante defesa e impediu o gol que decretaria a classificação russa.

Mas, o golpe final do Benfica viria aos 40 minutos de partida: Raul Jimenez acertou lindo chute de fora da área e obrigou Lodygin a fazer difícil defesa. No entanto, o goleiro não conseguiu afastar a bola definitivamente e Gaitán completou para o fundo da rede, empatando a partida e acabando com o sonho do Zenit de chegar às quartas de final da Liga dos Campeões. Anderson Talisca, que entrou no final da partida no lugar de Jonas, ainda aproveitou bela jogada de Gaitán e marcou o segundo gol português, garantindo o triunfo sobre os russos no último minuto. 

UOL Cursos Online

Todos os cursos