Liga dos Campeões 2015/16

Em virada histórica, Bayern bate Juventus na prorrogação e vai às quartas

Do UOL, em São Paulo

O Bayern de Munique teve de se superar para conquistar a classificação às quartas de final da Liga dos Campeões, nesta quarta-feira (16), quando recebeu a Juventus na Allianz Arena, na Alemanha. O tempo normal terminou em novo 2 a 2, e Thiago Alcântara desempatou aos 3 minutos do segundo tempo da prorrogação. Logo depois, Coman resolveu a parada: 4 a 2. Uma virada histórica. 

Os donos da casa, que jogavam pelos empates em 0 a 0 e 1 a 1, foram apagados no tempo inicial - a Juve abriu 2 a 0, gols de Pogba e Cuadrado. Na outra metade, Lewandowski e Müller deixaram tudo igual, com reação baseada em boa partida de Douglas Costa. O último tento saiu aos 45 minutos, faltando apenas três para o apito final.

A classificação mantém em pé o sonho (e a meta) de Guardiola de conquistar o título da Liga pelo Bayern. É sua última chance: no final da temporada, trocará o clube pelo Manchester City. O time alemão agora espera o sorteio de sexta-feira (18) para definir os confrontos da próxima fase.

Bayern e os outros classificados

Devido à prorrogação, o time de Guardiola foi o último a avançar às quartas. O sorteio, que não terá restrições – podemos ter clássicos locais, como Real x Barça – será entre os seguintes clubes: Wolfsburg, Real Madrid, PSG, Barcelona, Bayern de Munique, Atlético de Madri, Benfica e Manchester City. 

O jogo

A Juventus começou a partida apostando em marcação na saída de bola e rápida recomposição, que deu resultado já aos 5 minutos: Alaba falhou em lançamento nas suas costas, Neuer, atrapalhado, perdeu dividida com Lichtsteiner e a redonda se ofereceu ao francês Pogba, camisa 10 da Juve, que balançou a rede e abriu a contagem.

Aos 14, nova roubada de bola no campo de ataque rendeu ao clube italiano jogada que terminou com finalização de Morata de dentro da área, por cima da meta. Aos 22, em consequência de novo erro do Bayern, Morata anotou gol mal anulado – no bate e rebate provocado por Xabi Alonso e Neuer, Lahm lhe dava condições.

Os anfitriões, atrapalhados, levaram o segundo tento aos 28 minutos. Morata arrancou do campo de defesa, fez fila e abriu para Cuadrado. O colombiano cortou para o meio, em drible desconcertante sobre Lahm, e finalizou sem chances a Neuer. A verdade é que o 2 a 0 na etapa inicial ficou de bom tamanho para a equipe: aos 43, Neuer fez milagre em chute de Cuadrado.

O segundo tempo começou quente, com desentendimento entre Vidal e Cuadrado. Amarelo para os dois. E também para Lewandowski e Bonucci, todos em apenas 7 minutos. O futebol da Juve tornou a aparecer aos 11: Morata fez nova fila e, da entrada da pequena área, bateu por cima do gol.

Se o espanhol tivesse assinado mais um tento, mataria o jogo e daria tranquilidade ao time - desde então, o Bayern precisaria de quatro gols. Como não fez, a Juve se afundou no campo de defesa. Não teve efeito. Aos 28 minutos, Lewandowski aproveitou cruzamento de Douglas Costa para diminuir a contagem. Aos 45, Müler, também de cabeça, empatou e levou a decisão para a prorrogação.

Com o moral lá no alto, empurrado pela a torcida, Thiago Alcântara desempatou o jogo aos 3 minutos do segundo tempo da prorrogação, depois de tabela com Müller. Na sequência, Coman, que puxou contragolpe fulminante, resolveu a parada – chute certeiro, golaço de canhota. O Bayern está nas quartas. 

UOL Cursos Online

Todos os cursos