Liga dos Campeões 2015/16

Bayern marca aos 90s, mas Benfica resiste e só leva 1 a 0 em Munique

Do UOL, em São Paulo

O favoritismo do Bayer de Munique prevaleceu no jogo desta terça-feira, o primeiro do confronto de quartas de final disputado na Allianz Arena. Mas a vantagem construída pelo time alemão não foi das maiores, apesar do domínio durante quase toda partida. Com um gol de Vidal aos 90 segundos, os comandados de Guardiola venceram o Benfica por 1 a 0, mas deixaram o duelo de volta, marcado para a próxima quarta-feira, dia 13, no estádio da Luz, totalmente em aberto.

O Bayern de Munique tomou conta do jogo. Teve quase 65% da posse de bola e criou boas chances. Mas não caprichou no último passe e nas finalizações, perdendo assim grande oportunidade de levar ótima vantagem para Portugal e quase 'matar o confronto'.

VIDAL COLOCA BAYERN NA FRENTE EM MENOS DE 2 MINUTOS

Um gol logo no início do jogo era tudo que o Bayern de Munique queria na Allianz Arena – e conseguiu, aos 90 segundos. Depois de jogada iniciada com Douglas Costa em longo lançamento da direita para a esquerda, Bernat recebeu do pivô Müller e cruzou para o meio da área; Vidal apareceu entre os zagueiros e mandou de cabeça para as redes, sem chances para o brasileiro Ederson, que vem substituindo o machucado Júlio César, ex-seleção. 1 a 0 Bayern.

BENFICA PEDE PÊNALTI APÓS BOLA NA MÃO DE LAHM

Aos 28min do primeiro tempo, Lahm deu carrinho dentro da área para tentar o corte no cruzamento de Gaitán e a bola acabou batendo em seu braço. Os jogadores do Benfica imediatamente cobraram o juiz, que mandou o jogo seguir.

BAYERN MANDA NO 1ºT, MAS NÃO AMPLIA. NEUER SÓ ASSISTE

Com o time bávaro conseguindo impor seu estilo de jogo, o Benfica só foi finalizar a primeira vez quase aos 20min, e pelo alto, após cruzamento da direita e cabeceada de Mitroglou, longe do alvo. Já o Bayern incomodava o adversário quase a todo o momento, como em chute de primeira (após cruzamento de Thiago Alcântara) seguido de boa defesa de Éderson, aos 19min, e nova cabeceada de Vidal (de novo livre) que passou bem perto do travessão, aos 35min.

JONAS CRIA BOAS CHANCES, MAS LEVA CARTÃO E VIRA DESFALQUE

A primeira boa chance do Benfica (e boa defesa de Neuer) veio aos 11min da etapa final, com o brasileiro Jonas. Em raro ataque do time português, ele recebeu dentro da área, cortou Alaba e finalizou de esquerda; o camisa 1 defendeu de soco e afastou o perigo. No lance seguinte, porém, Jonas viu sua oportunidade de decidir o jogo ficar restrita ao duelo em Munique. Ele fez falta em Vidal e recebeu amarelo, ficando assim suspenso para a partida em Portugal. Minutos depois, teve uma chance ainda melhor quase da pequena área, após passe rasteiro do lateral André Almeida, mas o brasileiro carimbou Javi Martinez.

GUARDIOLA TENTA, MAS BENFICA MARCA BEM E SEGURA BAYERN

O técnico Pep Guardiola fez suas três mudanças na etapa final, colocando Javi Martinez, Comam e Mario Götze. Tentou de tudo, mas o Bayern não engatou a segunda. Até teve oportunidades e, como na etapa inicial, ficou com a bola a maior parte do tempo. Mas a defesa do Benfica se mostrou bastante sólida e conseguiu conter os ataques bávaros.

BAYERN DE MUNIQUE 1 X 0 BENFICA

Local: Allianz Arena, em Munique (ALE)
Data: 05/04/2016 (terça-feira)
Árbitro: Szymon Marciniak (POL)
Auxiliares: Pawe? Sokolnicki (POL) e Tomasz Listkiewicz (POL)
Cartões amarelos: Ribéry, Bernat (Bayern), Jonas, Lindelöf (Benfica)
Gol: Vidal, aos 2min do primeiro tempo

BAYERN DE MUNIQUE
Neuer, Lahm, Kimmich (Javi Martínez), Alaba e Bernat; Vidal, Thiago Alcântara, Ribéry e Douglas Costa (Coman); Müller (Götze) e Lewandowski
Técnico: Pep Guardiola

BENFICA
Ederson, André Almeida, Jardel, Lindelöf e Eliseu; Fejsa, Renato Sanches, Pizzi (Samaris) e Gaitán; Mitroglou (Jiménez) e Jonas (Salvio)
Técnico: Rui Vitória

UOL Cursos Online

Todos os cursos