Liga dos Campeões 2015/16

Brasileiros falham feio na defesa e PSG e City empatam 1º jogo em Paris

Do UOL, em São Paulo

Um show de erros defensivos de brasileiros. Assim foi o jogo entre PSG e City, o primeiro das quartas de final da Liga dos Campeões, disputado nesta terça-feira em Paris. David Luiz e Thiago Silva, pelo lado do PSG, e Fernando, de forma bizarra, pelo Manchester City, acabaram sendo os principais personagens (negativos) do eletrizante empate por 2 a 2.

Quem também mereceu atenção foi o astro Ibrahimovic. Primeiro, ele perdeu pênalti, no começo do jogo. Depois, aproveitou falha do brasileiro Fernando e deixou sua marca, no gol do empate por 1 a 1 do PSG. De Bruyne abriu o placar no Parc des Princes, enquanto Rabiot e Fernandinho decretam a igualdade no primeiro jogo da decisão de quartas de final.

O jogo de volta acontece na próxima terça-feira, dia 12, no estádio City Of Manchester. Empates por 0 a 0 ou 1 a 1 dão a vaga ao time inglês. Igualdade por três gols ou mais classifica o time de Paris. Quem vencer, avança às semifinais da Liga dos Campeões.

AOS 14S, DAVID LUIZ PARA AGUERO E VIRA DESFALQUE PARA VOLTA

Christophe Ena/AP Photo
Nem parecia que era o PSG que jogava em casa. O Manchester City tomou conta do jogo a partir do apito inicial e pressionou os donos da casa. Logo aos 14 segundos de partida, o argentino Aguero se preparava para invadir a área pela direita e acabou puxado pelo brasileiro David Luiz, que recebeu cartão amarelo e, assim, virou desfalque para o duelo de volta.

DAVID LUIZ SOFRE PÊNALTI, MAS IBRAHIMOVIC PARA EM HART

Aos 12min, já com o Paris Saint-Germain melhor na partida, David Luiz foi para o ataque e acabou sendo decisivo. Ele caiu na área após dividida com Sagna e o árbitro marcou pênalti (duvidoso). Hora do duelo entre Ibrahimovic e Joe Hart. Melhor para o goleiro do City, que pegou a cobrança em seu canto direito e assim defendeu suas três últimas penalidades na Liga dos Campeões.

PSG CRESCE NO JOGO, MAS IBRA DECEPCIONA NAS FINALIZAÇÕES

Franck Fife/AFP Photo
Em um rápido contra-ataque aos 23min, o PSG recuperou a bola no meio-campo e Thiago Motta lançou entre os zagueiros para Ibrahimovic, que se viu livre para avançar até a área. Foi o que ele fez, mas na hora de finalizar, cara a cara com Hart, pegou muito embaixo da bola e chutou por cima. Ele ainda desperdiçou outras duas boas chances em cobranças de falta.

QUEM NÃO FAZ, TOMA... DAVID NÃO FAZ O CORTE E BELGA MARCA

John Sibley/Reuters
Mesmo pior no jogo, o Manchester City conseguiu um ótimo contra-ataque e inaugurou o placar, aos 38min. Fernando roubou a bola, Fernandinho avançou pelo meio e abriu para De Buyne, que contou com falha de David Luiz (tentou dar um coice na bola para cortar, mas errou), dominou a bola e encheu o pé, de direita, para mandar para as redes. 1 a 0.

BRASILEIRO FALHA FEIO, IBRA APROVEITA E DEIXA TUDO IGUAL

O PSG chegou ao empate após uma falha grotesca do brasileiro Fernando. Ele recebeu a bola de Hart no tiro de meta, dominou errado na entrada da área e foi surpreendido por Ibrahimovic, que deu o bote e conseguiu, mesmo sem querer, mandar a bola para as redes para deixar tudo igual. 1 a 1.

PRESSÃO DO PSG E VIRADA COM GOL APÓS ESCANTEIO

O PSG não deixou o City gostar do jogo no início do segundo tempo, assim como fez no primeiro. E com mais de 60% de posse de bola, criou chances até finalmente virar a partida. Após cobrança de escanteio, Cavani cabeceou, Hart fez boa defesa e, no rebote, Rabiot apareceu na pequena área para apenas ter o trabalho de empurrar a bola para as redes. 2 a 1.

LANCE BRASILEIRO: THIAGO SILVA FALHA E FERNANDINHO MARCA

Mesmo pior em campo, o Manchester City conseguiu chegar ao importante gol de empate após uma bola confusa dentro da área. Sagna cruzou, Aurier tentou cortar, Thiago Silva não conseguiu fazer o corte e Fernandinho chegou batendo cruzado para as redes. 2 a 2.

PRESENÇA ILUSTRE NO PARC DES PRINCES

Franck Fife/AFP Photo
Ídolo do Paris Saint-Germain, o brasileiro Raí marcou presença no Parc des Princes para acompanhar o primeiro duelo das quartas de final da Liga dos Campeões. Em 1995, o ex-jogador foi um dos responsáveis pela melhor campanha do time na Liga dos Campeões. O PSG só foi eliminado nas semifinais, pelo Milan.

UOL Cursos Online

Todos os cursos