Como Zidane impediu brasileiros de título histórico de 'pequeno' na Liga

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO/BERND WEISSBROD

    Após passe de Roberto Carlos, Zidane fez um dos gols mais bonitos da carreira

    Após passe de Roberto Carlos, Zidane fez um dos gols mais bonitos da carreira

Zinedine Zidane é um carrasco da seleção brasileira e todo mundo que lembra das Copas do Mundo de 1998 e 2006 sabe disso. Mas para dois brasileiros que estavam na segunda derrota, pensar no francês traz mais uma recordação negativa. Lúcio e Zé Roberto chegaram perto de fazer história defendendo o modesto Bayer Leverkusen na Liga dos Campeões. O problema é que Zizou estava do outro lado.

Na temporada 2001/2002, o Bayer surpreendeu. Passou pelas duas fases de grupos que eram disputadas antes das quartas de final e eliminou Liverpool e Manchester United para alcançar a decisão diante do Real Madrid. Zé Roberto e Lúcio eram titulares absolutos, dois importantes pilares da equipe.

Lúcio, inclusive, foi o herói das quartas de final, fazendo o gol da classificação contra o Liverpool. Sua fase era das mais inspiradas. A estrela do zagueiro brilhou também na final. Raúl abriu o placar para o Real aos 8min de jogo, mas Lúcio encurtou a festa espanhola ao empatar cinco minutos mais tarde, de cabeça.

Zé Roberto não estava em campo na decisão realizada em Glasgow, na Escócia. O cartão amarelo tomado contra o Manchester o tirou do jogo. Era apenas um espectador. Uma das cerca de 52 mil pessoas que presenciaram um dos gols mais bonitos de Zidane. Uma das pinturas favoritas do francês.

France Presse

Com a partida empata por 1 a 1, aos 45 minutos do primeiro tempo, Roberto Carlos cruzou da esquerda. A bola foi alta. Um cruzamento ruim, em teoria. Não para Zidane. Da entrada da área, o francês armou o chute e usou a perna esquerda para mandar a bola no ângulo de Butt. Golaço.

O Bayer lutou até o fim. O então jovem Casillas, que entrou no decorrer da partida, ajudou a segurar o resultado. O Real impediu o sonho do time alemão de conquistar a Europa mesmo nunca tendo sido vencido o Alemão. Mas Zidane estava lá, para azar de Lúcio e Zé Roberto.

UOL Cursos Online

Todos os cursos