Liga dos Campeões 2015/16

"Podemos jogar bem contra qualquer um na semifinal", diz técnico do City

Do UOL, em São Paulo

Depois de ser eliminado duas vezes consecutivas pelo Barcelona nas oitavas de final, nas temporadas 2013/14 e 2014/15, o Manchester City deixou o azar de lado, livrou-se do gigante espanhol na atual edição da Liga dos Campeões (ao menos por enquanto) e, depois de bater Dínamo de Kiev e PSG, está pela primeira vez em sua história nas semifinais da competição. E nas palavras do técnico chileno Manuel Pellegrini, pode fazer frente a qualquer equipe que cruzar o seu caminho na próxima fase.

"Acho que fomos muito azarados de enfrentar o Barcelona nos dois últimos anos. Nessa temporada nós melhoramos e fizemos boas apresentações contra o Dínamo e agora contra o PSG", disse o treinador. "Jogamos melhor que o PSG e temos confiança de que podemos jogar bem contra qualquer um [nas semifinais]", acrescentou Manuel Pellegrini.

Nas semifinais, marcadas para os dias 26 e 27 de abril (ida) e 3 e 4 de maio (volta), o técnico do City poderá contar novamente com Yaya Touré, um de seus principais jogadores. Recuperado de lesão, ele entrou apenas no fim do jogo desta terça-feira, contra o PSG, no City of Manchester. O retorno de peças importantes foi comemorado por Pellegrini em sua entrevista coletiva.

"É muito bom ter nossos melhores jogadores recuperados. Temos jogado muitas partidas com atletas machucados", completou o técnico.

O Manchester City se junta ao Real Madrid, que reverteu a vantagem do Wolfsburg, venceu por 3 a 0 (com três gols de Cristiano Ronaldo) no Santiago Bernabéu e também avançou. O sorteio das semifinais da Champions League acontece na próxima sexta-feira, às 7h (de Brasília). Benfica x Bayern de Munique e Barcelona x Atlético de Madrid definem nesta quarta os donos das outras duas vagas.

"Merecemos a vaga", diz reforço milionário que decidiu para o City

Responsável pelo gol da vitória de 1 a 0 sobre o PSG, o belga De Bruyne, reforço mais caro da janela europeia do meio do ano passado (74 milhões de euros), disse que foi justa a classificação do City à próxima fase: "Merecemos avançar. O PSG não criou muito".

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos