Liga dos Campeões 2015/16

Neymar tem jogo inconstante, se envolve em confusões e mantém seca

Do UOL, em São Paulo

O Barcelona como um todo teve uma noite de quarta-feira (13) pouco inspirada contra o Atlético de Madrid no Vicente Calderón. Destaque dos catalães na partida de ida da Liga dos Campeões, o atacante brasileiro Neymar não repetiu o bom desempenho do Camp Nou e estendeu uma sequência desagradável para um atacante.

Após passar em branco pela quinta partida seguida - contando o jogo contra o Uruguai pela seleção brasileira -, o atacante passa pelo seu pior momento na temporada, justamente em um momento decisivo do ano. O período sem gols (e assistências) engloba o clássico com o Real Madrid e os dois duelos com o Atlético de Madri, além da derrota para a Real Sociedad no Campeonato Espanhol.

A falta de gols do brasileiro também coincide com o momento ruim do Barcelona, que perdeu três dos últimos quatro jogos que realizou.

O jogo abaixo da média desta quarta-feira não foi resultado de falta de personalidade do brasileiro, que chamou o jogo no primeiro tempo e foi o destaque do time no período - o que não quer dizer grande coisa, pois os catalães foram muito mal nos 45 minutos iniciais. Neymar teve a única finalização certa do Barça, um chute colocado de longe que Oblak encaixou no susto.

Depois o intervalo, o time catalão passou a jogar mais pela direita e Neymar sumiu dos lances importantes, aparecendo só em momentos de confusão. O primeiro deles foi motivado por Suárez, que atingiu o zagueiro Godin com o cotovelo. O lance iniciou um entrevero entre os atletas, com Filipe Luís se exaltando e sendo afastado do local pelo atacante brasileiro.

Godin também foi pivô de outro acontecimento que envolveu o brasileiro. Neymar tentou ganhar do zagueiro em bola pela ponta esquerda, forçou a barra e o derrubou na linha de fundo. O árbitro Nicola Rizzoli puniu o brasileiro com o cartão amarelo, mas havia rivais que queriam o vermelho para o camisa 11, tanto é que um grupinho cercou o brasileiro e instigou a confusão. Apesar da bagunça, Neymar manteve a calma e não piorou a já complicada situação.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos