Liga dos Campeões 2015/16

O que esperar de Atlético de Madri x Barcelona na Liga dos Campeões

Do UOL, em Barcelona (ESP)

  • Manu Fernandez/AP

Com vantagem de 2 a 1 obtida no duelo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões, o Barcelona entra em campo no Vicente Calderón contra o Atlético de Madri para espantar a desconfiança sobre o time após a derrota de 1 a 0 para o Real Sociedad no final de semana, pelo Campeonato Espanhol. 

Ao Atlético, a vitória de 1 a 0 basta para garantir a classificação às semifinais – critério de desempate leva em consideração o gol marcado fora de casa -. O confronto será às 15h45 (de Brasília). Ouça também o podcast Tabelinha: PVC e Julio Gomes analisam o clássico espanhol da Liga. Clique aqui.

Messi na parede

ZUMAPRESS


Messi carrega o jejum de quatro jogos seguidos sem marcar, a pior marca em seis anos pelo Barcelona. O argentino tem testado posicionamento mais recuado no time, e passou a iniciar as jogadas ofensivas antes mesmo dos volantes.

Com o posicionamento, o número de finalizações também diminuiu. No jogo de ida contra o Atlético, o argentino chutou três vezes. Neymar deu cinco arremates, enquanto Suárez, autor dos dois gols, finalizou seis vezes no total.

Duelo dos treinadores

Alex Caparros/Getty Images


Diego Simeone é freguês de Luis Enrique. O treinador do Barça ganhou os sete confrontos contra o Atlético do argentino e deixou a sensação de confronto fácil. Não será assim.

Simeone esconde a formação com um, dois ou até três atacantes e promete variedade tática ao longo dos 90 minutos. Como o Barcelona se mostrou encaixotado nos dois últimos confrontos contra o Atlético, Luis Enrique precisará demonstrar novidades no time.

Calderón, território de Neymar

GERARD JULIEN/AFP


O brasileiro tem ótimo histórico atuando na casa do rival. Por lá, marcou o primeiro gol com a camisa do Barcelona e ainda foi o do título da Supercopa da Espanha em 2013. Em seis jogos, foram quatro gols marcados.

A torcida do Atlético de Madri carrega bronca de Neymar por conta de "dancinhas" em duelo do ano passado. Nesta temporada, ele foi intensamente vaiado durante todo o jogo. Só que foi o protagonista na vitória do Barça por 2 a 1 ao marcar um golaço de falta.

Pressão inicial

PEDRO ARMESTRE/AFP

"Intenso". Assim Diego Simeone definiu o Atlético de Madri para o início do jogo. E sufocar os adversários nos primeiros minutos é uma marca da equipe. Assim, por exemplo, o Atlético eliminou o Barça na vitória por 1 a 0 nas quartas de final há dois anos. 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos