Juiz que mais apitou na Liga dos Campeões é fã de Messi e irritou Mourinho

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / PAUL ELLIS

    Árbitro alemão Wolfgang Stark já apitou 50 jogos da Liga dos Campeões

    Árbitro alemão Wolfgang Stark já apitou 50 jogos da Liga dos Campeões

Alguns dizem que o alemão Wolfgang Stark é o juiz de futebol com o nome mais imponente da história do esporte, mas sua carreira tem uma marca muito mais significativa: ele é o árbitro que mais apitou partidas da Liga dos Campeões. De 2005 a 2014, foram 50 jogos comandados por ele, que hoje, aos 46 anos, continua arbitrando, principalmente ao Campeonato Alemão.

Apesar de já ter sido eleito o melhor árbitro de seu país em algumas temporadas, sua carreira internacional foi marcada por inúmeras polêmicas, como em um famoso Real Madrid x Barcelona pela semifinal da Liga em 2011.

Stark expulsou o zagueiro merengue Pepe por uma entrada aparentemente desleal em Daniel Alves, mas as imagens da TV mostrariam que nem sequer houve contato físico na jogada. José Mourinho, que reclamou da expulsão, também acabou mandado embora de campo.

Com um a menos e sem seu técnico, o Real foi dominado pelos rivais dentro de casa e perdeu por 2 a 0 (dois gols de Lionel Messi).

O resultado levou Mourinho a jogar a toalha, mesmo ainda havendo um jogo de volta a ser disputado na semana seguinte.

Manu Fernandez/AP
Stark exibe vermelho a Pepe, no clássico Real x Barça; zagueiro nem tocou no rival

"Às vezes fico aborrecido de viver neste mundo, mas é o nosso mundo", diria o português após o jogo. "Estamos falando de uma equipe fantástica, como é o Barcelona, mas não entendo como isso acontece em uma partida como essa, equilibrada. Os árbitros existem para assegurar a igualdade. Depois, que ganhe o melhor."

Apesar de um dia Stark ter se declarado fã incondicional de Messi e de ter inclusive pedido sua camiseta após um jogo em que o argentino assinalara quatro gols, o árbitro também já motivou uma queixa formal do clube catalão à UEFA.

Tudo por causa de uma partida entre PSG e Barcelona em 2013, na qual o árbitro deixou de interromper o jogo quando havia dois jogadores catalães no chão pedindo atendimento médico. A regra prevê que nesse caso o juiz precisa parar a partida e pedir atendimento médico, mas Stark, ouvindo uma solicitação de Zlatan Ibrahimovic, do PSG, pediu para os dois atletas do Barcelona saírem de campo e deixou a bola seguir.

O jogo terminou empatado, e o Barcelona reclamou à UEFA alegando que Stark desconhecia a regra.

Perdão pelo vacilo

Mas Wolfgang Stark, que foi o árbitro mais alto (1,91 m) da Copa de 2010, também é conhecido por pedir desculpas quando comete uma grande trapalhada. Em uma partida do Campeonato Alemão ele expulsou injustamente um jogador do Borussia Dortmund e deu pênalti que não existiu.

Quando confrontado pela imagem gravada, se desculpou.

"Me desculpem, mas foi um erro de interpretação meu", disse ele em relação a um lance capital na pequena área. "Durante o jogo, a mim pareceu um claro toque de mão na bola na linha do gol, então dei pênalti e cartão vermelho. Infelizmente, as imagens falam uma língua diferente. Não deveria acontecer, mas aconteceu." 

UOL Cursos Online

Todos os cursos