Liga dos Campeões 2015/16

Simeone não vê injustiça em vice e deixa futuro em aberto: "hora de pensar"

Do UOL, em São Paulo

Pouco depois da derrota na final da Liga dos Campeões da Europa, o técnico Diego Simeone deu declaração misteriosa em sua entrevista coletiva no Estádio San Siro. Abatido, o argentino aconselha o Atlético de Madri a insistir para voltar a disputar o título tão cobiçado, mas deixou seu futuro em aberto.

"Quem ganha sempre é melhor; o Real foi melhor porque ganhou. Não conseguimos resolver o jogo na disputa por pênaltis, infelizmente", começou Simeone, não vendo injustiça no título do Real Madrid, que levou a taça após empate em 1 a 1 em 120 minutos. A resposta enigmática veio em seguida.

"O que digo é que a única maneira de suportar este resultado é seguir insistindo e trabalhando. E, de minha parte, é um momento de parar e pensar no que fazer. É neste momento que estou", declarou o treinador.

As especulações sobre a janela de transferências já existem na Europa, mas nada que envolva Simeone. Ele treina o Atlético de Madri desde 2011, tendo vencido cinco títulos neste período – entre eles uma Liga Europa (2011-12) e um Campeonato Espanhol (2013-14). A vitoriosa história do argentino com os colchoneros começou em 1994, quando o então meio-campista chegou a Madri para a primeira de suas duas passagens como jogador.

Confira o que os jogadores do Atlético disseram após a final:

Gabi: "Temos que estar orgulhosos deste time. Começando amanhã, precisamos continuar trabalhando. Estou convencido de que este time dará a volta por cima para vencer a Champions League, porque merecemos"

Saúl: Não acredito que tenha sido justo. Nos primeiros 15 minutos eles foram bem, mas depois reagimos com melhor força física, então talvez merecíamos um resultado melhor. Foi uma grande temporada, conseguimos disputar a Liga e chegar à final da Champions. O Atlético é um clube muito ambicioso, temos muita gana de voltar a brigar por títulos.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos