Liga dos Campeões 2015/16

Uma imagem tornou Casemiro vital na final da Liga dos Campeões

João Henrique Marques

Do UOL, em Milão (ITA)

  • Miguel Vidal/Reuters

Cinco jogadores em uma linha de defesa, quatro no ataque e apenas Marcelo isolado na ponta. Uma imagem sem ninguém no meio do campo do Real Madrid na humilhante derrota de 4 a 0 para o Barcelona, no Santiago Bernabéu, em novembro do ano passado, é o que pautou a temporada do time até a entrada de Casemiro.  O brasileiro foi colocado por Diego Simeone, treinador do Atlético de Madri, como o jogador chave da final da Liga dos Campeões, no San Siro, neste sábado às 15h45 (de Brasília).

A imagem é um frame da transmissão do jogo pela Directv Sports. Um programa de análise após a partida feito pela própria emissora espanhola listou de amarelo a faixa do meio-campo que era ocupada por quatro jogadores do Barcelona, sem ninguém do Real por perto. O mesmo conteúdo foi usado pela imprensa madrilena em outros programas televisivos e jornais e corria solto em grupos de Whatsapp de fãs de futebol pelo país.

"O Zidane tem um grande mérito na presença do Casemiro. Acho que o Real (Madrid) ganhou virtude dessa maneira. O Casemiro agrupou o meio-campo e deixou o time com mais possibilidade de controlar a bola˜, disse Simeone na véspera da final.

Reprodução

O meio-campo vazio foi a principal queixa apresentada por torcida e imprensa ao trabalho do antecessor de Zidane, o espanhol Rafa Benitez. A imagem que comprova a tese era sempre exibida na televisão como justificativa da demissão.

Ao assumir o time, Zidane, que não contava com o então lesionado Bale, passou a escalar o Real com um jogador a mais no meio-campo, composto por Kroos, Modric, James Rodriguez e Isco. Com essa formação encarou o Atlético de Madri no Santiago Bernabéu e foi bastante criticado na derrota por 1 a 0 por também ver o time com meio campo bastante espaçado.

Sem tempo para treinamentos, com jogos importantes sucessivos entre a Liga dos Campeões e o Campeonato Espanhol, a solução apresentada por Zidane foi a entrada de Casemiro com Kroos e Modric ao lado no meio-campo. A formação é defensiva, mas o constante buraco na faixa central do gramado deixou de existir.

"O Casemiro ainda faz o Real Madrid ser mais perigoso no contra-ataque", endossou Simeone.

Com tantos elogios sucessivos a Casemiro na véspera da final, Simeone foi perguntando se considera o brasileiro o principal jogador do Real Madrid: "Para dar o equilíbrio ao time, sim", destacou.

No confronto de volta contra o Barcelona pelo Campeonato Espanhol, no Camp Nou, o Real Madrid venceu por 2 a 1 sendo Casemiro considerado um dos melhores em campo. A famosa imagem do meio campo no duelo entre os times virou problema corrigido no Real.

"Casemiro para mim faz um trabalho genial. Nunca reclamou quando não jogava e teve a oportunidade de atuar por necessidade do time e mérito dele. Está ajudando a equipe e tem um progresso grande. Será ainda maior do que é. Para nós é muito importante ter ele no time", destacou o lateral esquerdo Marcelo.

UOL Cursos Online

Todos os cursos