Cristiano Ronaldo marca após chilique, mas Real fica no empate com Borussia

Do UOL, em São Paulo

  • Martin Meissner/AP

O Borussia Dortmund buscou empate em 2 a 2 com o Real Madrid no fim da partida desta terça-feira (27), na Alemanha, em jogo válido pela segunda rodada do Grupo F da Liga dos Campeões. Cristiano Ronaldo e Varane marcaram pelos espanhóis. Aubameyang e Schürrle, pelos donos da casa.

Foi a primeira partida do craque português depois que ele deu "chilique" ao ser substituído em partida do Espanhol, contra o Las Palmas. E ele abriu o placar, mas não foi suficiente. Com o resultado, as duas equipes seguem dividindo a liderança da chave, ambas com quatro pontos. O Sporting, que venceu o Légia Varsóvia simultaneamente, é agora o terceiro colocado, com três pontos. Os poloneses, com zero ponto, estão na lanterna.

É justamente contra o Legié Varsóvia o próximo compromisso do Real Madrid pelo europeu, no dia 18 de outubro, no Santiago Bernabéu. O Dortmund, na mesma data, vai ao Avallade para visitar o Sporting. 

Schürrle empata no fim e vira "herói" do Dortmund

Schürrle não fazia grande partida até os 42 minutos do segundo tempo, mas foi, sem dúvida, o nome do jogo. Tudo por causa do gol decisivo que marcou: o placar apontava 2 a 1 para os visitantes quando o atacante alemão completou de primeira, em chute forte e bonito, no ângulo direito de Navas, um cruzamento vindo da direita do ataque e deixou tudo igual. Um golaço. Mais do que isso, um tento que não deixou o Real Madrid disparar na liderança do Grupo F. Pior para Varane. O zagueiro francês do time espanhol era, até então, o dono do título de "herói" do confronto: aos 23 minutos da etapa final, ele foi para área e, como manda a cartilha de um bom centroavante, aproveitou rebote para empurrar a bola para as redes. 

Sempre ele: C. Ronaldo tira o Real do aperto

AP Photo/Michael Probst

O Real Madrid vinha sendo amassado pelo ataque rápido do Borussia Dortmund quando Cristiano Ronaldo, aos 17 minutos, abriu a contagem. Logo aos três minutos, Gonzalo Castro, de falta, quase marcou. O time alemão ainda chegou mais duas vezes com perigo, aos 11 e aos 13, mas não conseguiu balançar as redes. E quem não faz... Na primeira boa oportunidade que teve, o português, após receber belo passe de calcanhar de Gareth Bale, fuzilou o goleiro Bürki com o pé direito direito. Dentro da área é difícil de segurar o camisa 7.  

Keylor Navas volta e falha feio em gol dos alemães

Martin Meissner/AP

O goleiro costarriquenho Keylor Navas finalmente estreou pelo Real na temporada – sua última partida havia sido na final da Liga dos Campeões passada. Desde então, por lesão, foi baixa do time espanhol. O retorno certamente não foi como ele esperava: apesar de uma ou outra boa defesa, sua atuação será lembrada pela falha no  primeiro gol do rival: o chute de Guerreiro em falta de longa distância, ainda que tenha sido forte, foi nas mãos de Navas, que espalmou para frente. A bola, por azar, ricocheteou no zagueiro francês Raphael Varane e, já tomando o caminho das redes, foi empurrada por Aubameyang para o fundo da meta. 

Dortmund produz muito, mas não mantém média de gols

O ponto forte do time anfitrião é, sem dúvida, o ataque: até entrar em campo para enfrentar o Real Madrid, o Borussia Dortmund tinha média de três gols por partida na temporada. Estreou na Liga dos Campeões, por exemplo, com um 6 a 0 sobre o Légia Varsóvia, da Polônia. E, no começo de cada tempo, criou situações para manter o bom número de gols. Os jogadores, no entanto, pecaram nas finalizações: a partida terminou mesmo em 2 a 2.

Cristiano Ronaldo: o terror dos alemães

Daniel Ochoa de Olza/AP

Cristiano Ronaldo gosta de fazer gols, e disso todo mundo sabe. Mas, quando o adversário é alemão e o jogo é válido pela Liga dos Campeões, o português parece ter ainda mais facilidade para balançar a rede. O camisa 7, já contando com a partida desta terça-feira, enfrentou clubes da Alemanha 17 vezes pelo europeu. E fez 18 tentos. 

UOL Cursos Online

Todos os cursos