Ter Stegen vira 'rei dos passes' no Barça com números de jogador de linha

João Henrique Marques

Do UOL Esporte, em Barcelona

  • Reuters / Kai Pfaffenbach

    Ter Stegen se tornou uma das referências no elenco do Barcelona

    Ter Stegen se tornou uma das referências no elenco do Barcelona

O goleiro Ter Stegen tem se tornado um dos principais ícones do famoso 'tiki-taka' do Barcelona. Recentemente, o camisa 1 quebrou o recorde de passes corretos efetuados por goleiros, com números similares aos de jogadores de linha. Nesta quarta-feira, às 15h45 (de Brasília), ele encarara na Alemanha o Borussia Monchegladbach, seu clube formador, como uma das principais atrações do confronto pela Liga dos Campeões.

"Quando Ter Stegen poderia jogar no papel de Busquets", diz a chamada da partida no jornal catalão Sport. A comparação se deve ao fato de o alemão estar com média de aproximadamente 40 passes por jogo, quase como um volante. O número de Busquets, por exemplo, é de 45 passes por partida.

"Stegen tem virtudes parecidas com as de Busquets. Sangue frio, excelente jogo com os pés e um rápido posicionamento para os companheiros de equipe" citou o jornalista catalão Albert Masnou na reportagem do Sport.

Recentemente, contra o Athletic Bilbao pelo Campeonato Espanhol, Ter Stegen deu 51 passes, registrando novo recorde do fundamento para um goleiro na competição - o feito anterior era do ex-goleiro do Barcelona Claudio Bravo, com a marca de 37 passes em duelo contra o Betis em 2015. A quantidade foi maior até mesmo que a de Lionel Messi e de 10 dos 11 jogadores titulares do adversário no confronto.

"Ter Stegen me surpreendeu muito aqui desde o primeiro dia. Ele pode ser o melhor goleiro do mundo. Vejo grande potencial para isso", já destacou Messi.

O conselho para Neymar

O idioma alemão fez Ter Stegen ter dificuldades no relacionamento com os jogadores do Barça ao chegar em 2014.  O respeito do goleiro foi conquistado nos treinamentos, com defesas que impressionavam os companheiros.

Neymar, Messi e Suárez costumam treinar finalizações enfrentando Ter Stegen. O goleiro alemão ainda ficava minutos após o treinamento desafiando o brasileiro em duelos de pênalti.

Foi em uma dessas brincadeiras que nasceu o conselho para Neymar mudar a maneira de cobrar pênaltis. A dica foi de que o brasileiro evitasse tomar distância, deixando o goleiro com pouco tempo de reação. A ideia foi colocada em prática e fez Neymar ser o cobrador do time em alguns jogos da temporada passada, mesmo com Messi em campo.

UOL Cursos Online

Todos os cursos