Francês de 20 anos que parou o City de Guardiola chegou de graça no Celtic

Do UOL, em São Paulo

  • Mark Runnacles/Getty Images

Nenhum time na Europa chegou para a segunda rodada da Liga dos Campeões em um momento tão bom quanto o Manchester City. Eram dez gols em três partidas pela competição, defesa invicta e 100% de aproveitamento na temporada, com dez vitórias em dez jogos. Mas o duelo contra o Celtic começou e um francês de 20 anos não ligou muito para todos esses números.

Moussa Dembelé marcou duas vezes e foi o grande responsável pelo empate por 3 a 3 entre Celtic e Manchester City. Foi o resultado mais surpreendente do dia na Liga dos Campeões, principalmente após a goleada que os escoceses sofreram na estreia do torneio, 7 a 0 para o Barcelona. A performance do atacante, porém, não foi exatamente inesperada. Principalmente pelo local do jogo, o Celtic Park.

Dembele marcou 12 vezes desde que chegou à Escócia. Todos os gols foram marcados dentro de casa, como nesta quarta (28). O primeiro tento, aliás, foi o mais rápido da história do Celtic em Liga dos Campeões, aos 2min33s do primeiro tempo – o segundo gol foi em uma meia-bicicleta.

Craig Watson/AP
O desempenho contra o City de Guardiola só reforça a imagem de matador que Dembele vem criando na temporada. Em seu ex-clube, o Fulham, ele marcou 15 vezes na segunda divisão inglesa. Foi o primeiro adolescente com mais de dez gols na competição. Na Escócia, está a apenas três gols de igualar o desempenho.

Mais importante: já deixou sua marca em partidas importantes. No início do mês, ele balançou as redes três vezes contra o Rangers no maior clássico da Escócia. O duelo Celtic x Rangers não era disputado havia quatro anos por causa dos problemas do time azul de Glasgow, que faliu, teve de ser recriado e saiu da última divisão nacional até à elite nos últimos anos.

Alto (1,84m) e rápido, o atacante francês foi uma das contratações pedidas pelo técnico Brendan Rodgers, ex-Liverpool, ao chegar à equipe. Dembele chegou de graça, após o fim de seu contrato com o Fulham, e seria reserva. O titular era o centroavante Leigh Griffiths, que marcou seis vezes no campeonato local. "Alguns times na Inglaterra o procuraram, mas seu empresário foi muito esperto. O que é melhor? Ir para um time chamado grande e ficar no banco ou mudar de país, chegar em um time grande também e ter mais oportunidades? Nós tivemos sorte de contar com ele", disse o técnico Rodgers após a partida. "Ele infernizou a defesa. Mais do que isso, ele mostrou um controle de bola incrível. Todos viram a agilidade no lance do terceiro gol. Ele é um grande talento".

Para terminar: Dembele está virando um sobrenome comum no futebol europeu. O mais famoso é o belga do Tottenham, que também se chama Moussa e não é parente do jogador do Celtic. Outro que está brilhando na Liga dos Campeões é Ousmane Dembele, também francês, um dos destaques do Borussia Dortmund.

UOL Cursos Online

Todos os cursos