Guardiola diz que jogo contra o Barça não é revanche e o que mudará no City

Do UOL, em São Paulo

  • Alber Gea/Reuters

Manchester City e Barcelona irão se reencontrar nesta terça (01), pela Liga dos Campeões, após o time de Guardiola perder por 4 a 0 para os catalães na competição europeia. Apesar do resultado do último jogo, o treinador ressaltou que não encara a partida como revanche, ressaltou o clima de final para os ingleses e contou o que o City precisa mudar para ter um resultado diferente.

Na entrevista coletiva de Pep Guardiola nesta segunda (31), o treinador afastou o clima de revanche. "Encara como revanche a partida"?, questionou um dos jornalistas. O treinador foi curto na resposta:  "Não".

Guardiola explicou como não deixar o seu time ser goleado novamente e disse o que o City fez de errado no Camp Nou. "Perdemos por 4 a 0, assim tem muitas coisas a aprender. Deixamos eles chegarem muito, mas competimos bem por muitos minutos. Eles são perigosos, quando estão com a bola, mas também usam muito bem os espaços. Defendem de forma compacta, mas eu insisto que jogamos em um local que não era fácil", analisou.

O treinador do City ainda ressaltou que o seu time não levará outra goleada do Barcelona. "Gostaria que jogássemos como nos primeiros minutos, mas eles foram melhores. Temos que mudar nossa forma de pressionar, a construção desde a defesa, muitas coisas. Quero jogar em bom nível, mas o que aconteceu em Barcelona não acontecerá amanhã. Aprendemos com nossos erros".

Apesar de dizer que o resultado da partida no Camp Nou não vai se repetir, Guardiola diz ter consciência de que o Barcelona é o melhor time do mundo. "Em três meses é impossível chegar perto de competição contra o melhor do mundo", comentou o técnico em relação ao curto período em que está no comando do Manchester City. 

Na tabela, o Manchester City é o segundo colocado do grupo C com 4 pontos, cinco atrás do líder Barcelona e apenas 1 à frente do terceiro colocado, o Borussia M'gladbach, o que faz Guardiola encarar a partida desta terça como final. "Cada treinador tem seus planos, mas o futebol é imprevisível. É uma final para nós, não para eles. Ainda restam três jogos e o empate em Glasgow (contra o Celtic) prejudicou muito".

Quer receber notícias do futebol inglês ou do Barcelona de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 

UOL Cursos Online

Todos os cursos