Guardiola dá o troco, City vira sobre o Barcelona e põe fim à "freguesia"

Do UOL, em São Paulo

  • AP/Rui Vieira

    Jogadores do City comemoram virada sobre o Barcelona no Etihad Stadium

    Jogadores do City comemoram virada sobre o Barcelona no Etihad Stadium

Pep Guardiola não deixou barato a goleada sofrida para o Barcelona na última rodada da Liga dos Campeões. Nesta terça-feira, o Manchester City saiu atrás e até preocupou os torcedores que lotaram as arquibancadas do Etihad Stadium, mas a equipe comandada pelo espanhol teve frieza para se manter concentrada e conseguir uma virada história pelo placar de 3 a 1, a primeira vitória do clube inglês sobre os catalães na competição continental.

Com a vitória, o City continua atrás do Barcelona, mas agora em situação mais confortável no Grupo C da Champions. Os ingleses estão com sete pontos conquistados, apenas dois atrás dos espanhóis. Borussia Moenchengladbach, com quatro pontos, e Celtic, com apenas dois, completam a chave na terceira e quarta posição, respectivamente.

City tenta pressionar, mas árbitro atrapalha

Reuters / Phil Noble
Umtiti derruba Sterling na área, mas o árbitro marca simulação do atacante inglês

O Manchester City começou a partida com uma postura agressiva: com uma marcação adiantada, a equipe armada por Pep Guardiola dava trabalho para a saída de bola do Barcelona, que sofria com as ausências de Alba, Piqué e Iniesta. Os donos da casa, no entanto, não conseguiam assustar Ter Stegen. Na primeira chegada mais perigosa, aos 10min, Sterling recebeu de Agüero dentro da área e foi derrubado por Umtiti. O árbitro, porém, viu o lance como simulação e ainda aplicou cartão amarelo ao atacante inglês.

Barcelona parecia apagado, mas foi cirúrgico

AP/Rui Vieira
Messi abre o placar após assistência de Neymar

O City, no momento até com um pouco mais de posse de bola, se empolgou e começou a se jogar para o ataque. Grande erro da equipes de Guardiola. Aos 21min, após Umtiti travar uma finalização de Agüero dentro da área, a bola caiu nos pés de Suárez na intermediária, com todos os jogadores do clube inglês no campo de ataque. O uruguaio rapidamente acionou Neymar na esquerda, que avançou até a área e encontrou Messi, sozinho pelo meio. O argentino dominou e com um tapa de esquerda abriu o placar no Etihad Stadium.

Barça cresce após gol, mas é o City que empata

Depois do gol, o Barcelona voltou a jogar da maneira que está acostumado. Inverteu a posse de bola, em um momento estava 63% contra apenas 37% dos donos da casa, e começou a pressionar o Manchester City. Neymar, após receber de Busquets, quase ampliou, mas viu Caballero fazer uma importante defesa. Suárez, em cobrança de falta ensaiada, mandou para fora.

AP/Dave Thompson
Gundogan empata para o Manchester City no Etihad Stadium

O City, então, decidiu voltar a tática do começo do jogo. Voltou a concentrar esforços para marcar a saída de bola e foi recompensado. Aos 39min, uma blitz na marcação obrigou Sergi Roberto entregar na fogueira no meio da área. Agüero se antecipou e abriu para Sterling, que cruzou na medida para Gundogan só empurrar para o gol vazio. Dois minutos depois, David Silva ainda quase virou, mas viu a bola passar raspando a trave de Ter Stegen.

De Bruyne vira com ajuda de Ter Stegen

Reuters / Darren Staples
De Bruyne vira para o Manchester City no começo do 2º tempo

Empolgado com o ótimo final de primeiro tempo, a equipe comandada por Guardiola voltou com tudo para a etapa final e não demorou para virar o placar. Sterling, logo no primeiro minuto, desperdiçou uma ótima chance, mas, quatro minutos depois, De Bruyne não perdoou. Após falta frontal, o meio-campista belga bateu com efeito e viu Ter Stegen aceitar a cobrança em seu próprio canto.

Gundogan decreta vitória do City

AP/Dave Thompson
Gundogan brilhou com dois gols nesta terça-feira
 
Atrás do placar, o Barcelona tentava de qualquer maneira igualar a partida. Após linda jogada de Suárez, André Gomez acertou o travessão e desperdiçou a melhor chance dos catalães na etapa final. Gundongan, que já havia marcado, não decepcionou. Aos 28min, De Bruyne abriu para Jesús Navas, que cruzou para a área. Agüero não conseguiu a finalização e a bola se apresentou, sozinha, para o volante alemão, que encheu o pé para acabar com a "freguesia" do Manchester City.

 

Fim da "freguesia"

Reuters / Darren Staples
Guardiola dá o troco e sai vitorioso do confronto contra o Barcelona

O Manchester City venceu o Barcelona pela primeira vez na história da Liga dos Campeões. Nos cincos jogos em que as equipes se enfrentaram pela competição continental, o time inglês havia perdido todos. Foram duas eliminações nas oitavas de final, a primeira na edição 2013/14 e a segunda em 2014/15, e o último confronto nesta temporada, pela fase de grupos, quando o clube catalão goleou por 4 a 0. 

FICHA TÉCNICA

MANCHESTER CITY 3 X 1 BARCELONA

Local: Etihad Stadium, Manchester (Inglaterra)
Data: 01/11/2016
Horário: 17h45 (de Brasília)
Árbitro: Viktor Kassai (HUN)
 
Gols: Messi, aos 21min do 1º tempo; Gundogan, aos 39min do 1º tempo; De Bruyne, aos 5min do 2º tempo e Gundogan, aos 28min do 2º tempo.
Cartões amarelos: Sterling (Manchester City); Rakitic, Busquets e Neymar (Barcelona)
 
MANCHESTER CITY: Caballero; Zabaleta, Stones, Otamendi e Kolarov; Fernandinho (Fernando), Gündogan, David Silva e De Bruyne; Sterling (Jesús Navas) e Kun Agüero. Técnico: Pep Guardiola
 
BARCELONA: Ter Stegen; Sergi Roberto, Umtiti, Mascherano e Digne; Busquets, André Gomes (Rafinha Alcântara) e Rakitic (Arda Turan); Messi, Suárez e Neymar. Técnico: Luis Enrique

 

UOL Cursos Online

Todos os cursos