Mais um goleiro brasileiro vira santo: Ederson, do Benfica

Do UOL, em São Paulo

  • TOBIAS SCHWARZ/AFP

Ederson, o goleiro de 23 anos que colocou Júlio Cesar no banco de reservas do Benfica, foi o grande nome da vitória portuguesa sobre o Dínamo de Kiev, nesta terça-feira, pela Liga dos Campeões. Para o bem e para o mal.

No segundo tempo, com o Benfica venceu por 1 a 0, o brasileiro saiu do gol atabalhoado e atropelou Derlis González. Pênalti que o próprio admitiu ter feito ("Não revi o lance, mas acho que houve um toque", admitiu na zona mista). Sorte dele que conhecia o batedor, o também brasileiro Júnior Moraes, artilheiro do campeonato ucraniano. A defesa o fez ser chamado de santo pelo diário Público.

"O guardião brasileiro travou o remate de Júnior Moraes e manteve a vantagem 'encarnada' no marcador - havia outro santo a brilhar para além de Salvio [autor do gol de pênalti]", escreveu o jornal. "Podia ter terminado a noite como vilão, mas acabou por ser o herói "encarnado" no triunfo sobre o Dínamo Kiev. O guarda-redes precipitou-se ao derrubar Derlis González na área, oferecendo de bandeja aos ucranianos a oportunidade de restabelecer o empate. Mas redimiu-se desse erro: adivinhou a direcção do remate de Júnior Moraes e, com a mão direita, travou o penálti, conseguindo segurar a vantagem do Benfica", completou o Público.

Quer receber notícias da Liga dos Campeões de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos