Juventus vira contra o Sevilla fora e se classifica às oitavas da Champions

Do UOL, em São Paulo

  • Miguel Morenatti/AP

    Bonucci comemora o gol da virada da Juventus em Sevilha

    Bonucci comemora o gol da virada da Juventus em Sevilha

Com um homem a mais durante mais de um tempo inteiro, a Juventus sofreu, mas buscou a virada contra o Sevilla nesta terça-feira (22), em duelo da quinta rodada da Liga dos Campeões. Os italianos superaram os espanhóis em pleno Ramon Sánchez Pizjuán por 3 a 1, com gols de Marchisio, Bonucci e Mandzukic.

O resultado colocou a Juventus na liderança do Grupo H com 11 pontos, um a mais que o Sevilla, agora segundo colocado. Com a vitória do Lyon sobre o Dínamo Zagreb, os italianos se classificaram às oitavas de final da competição, enquanto os espanhóis ainda precisam de um ponto para garantirem a vaga.

A Juventus encerra sua participação na chave recebendo o Dínamo Zagreb, enquanto o Sevilla visita o Lyon na França. Ambos os jogos serão no próximo dia 7 de dezembro.

Cuadrado desponta como principal arma da Juventus

Escalado pela ponta direita como um dos três atacantes da Juventus, o colombiano Cuadrado foi o principal jogador do setor ofensivo dos italianos, infernizando a marcação do Sevilla pelo setor. Ora marcado por Escudero, ora por Mercado, Cuadrado levou a melhor com fintas e passes rápidos, se destacando como o melhor em campo.

Jorge Guerrero/AFP

Alex Sandro é o melhor brasileiro do duelo

Posicionado do lado oposto de Cuadrado, o lateral esquerdo Alex Sandro teve liberdade ao ser escalado no ataque e correspondeu às expectativas de Massimiliano Allegri. No entanto, não teve vida fácil sob a marcação de Mariano, que teve bom desempenho pelo Sevilla, especialmente quando passou do meio-campo. Daniel Alves teve participação discreta, enquanto Paulo Henrique Ganso não saiu do banco.

Sevilla mostra oportunismo, mas sofre após expulsão

Tímido apesar de jogar em casa, o Sevilla deixou a Juventus tomar iniciativa e esperou por brechas para atacar. A primeira delas veio aos 9min, em uma cobrança de escanteio. Pareja pegou de primeira a sobra na entrada da área e acertou no canto direito de Buffon, abrindo o placar. O gol fez com que a Juventus se soltasse ainda mais, deixando espaços na retaguarda para os espanhóis, que tiveram chances de ampliar, mas pecaram na finalização.

A expulsão de Vázquez enfraqueceu o Sevilla e resultou no empate da Juventus, que passou a ter mais espaço para jogar. A desvantagem numérica pesou, apesar da resistência dos espanhóis na defesa - eles suportaram a pressão dos italianos até os 40 do segundo tempo. No tudo ou nada do Sevilla, sobrou espaço para mais um gol dos visitantes.

Ousadia da Juventus dá resultado

Escalada com três atacantes por Massimiliano Allegri, a Juventus foi mais agressiva que o Sevilla, desde o início da partida, postura mantida quando Pareja fez o primeiro gol dos visitantes. Com Alex Sandro e Cuadrado abertos pelas pontas, a equipe italiana chegou com perigo pelos dois lados. A pressão só aumentou a partir dos 36min, quando Franco Vázquez recebeu seu segundo cartão amarelo e foi expulso.

A insistência foi recompensada nos acréscimos, quando Bonucci foi derrubado na área e o árbitro Mark Clattenburg marcou pênalti. Marchisio mandou à esquerda de Sergio Rico, que chegou a encostar na bola, mas não evitou o gol. Os italianos mantiveram o domínio na etapa complementar, porém com mais dificuldades na criação. Depois de muito insistir, Bonucci aproveitou uma sobra na entrada da área e encheu o pé esquerdo para fazer o gol da virada. Mandzukic fechou o placar no último minuto.

Cristina Quicler/AFP

Sampaoli exagera nas reclamações e é expulso

Passional como sempre, o técnico Jorge Sampaoli reclamou muito da marcação do pênalti em Bonucci e foi para o intervalo vociferando contra Mark Clattenburg. O mau humor não passou na etapa complementar, após Mariano ser derrubado em uma arrancada pela direita. O treinador do Sevilla voltou a gritar com o árbitro, que perdeu a paciência e o expulsou. Sampaoli acompanhou o restante da partida das arquibancadas do Ramon Sánchez Pizjuán.

Ficha técnica

Sevilla 1 x 3 Juventus

Data: 22/11/2016
Hora: 17h45 (de Brasília)
Local: Ramón Sánchez Pizjuán, em Sevilha (Espanha)
Gols: Pareja, 9' do primeiro tempo (Sevilla); Marchisio, 47' do primeiro tempo, Bonucci, 40', Mandzukic, 48' do segundo tempo (Juventus)

Sevilla: Sergio Rico, Rami, Pareja e Mercado; Mariano (Kranevitter), N'Zonzi, Escudero, Iborra e Vitolo; Vázquez e Vietto (Sarabia). Técnico: Jorge Sampaoli.

Juventus: Buffon, Dani Alves, Rugani, Bonucci e Evra (Sturaro); Khedira, Marchiso e Pjanic; Cuadrado (Chiellini), Mandzukic e Alex Sandro. Técnico: Massimiliano Allegri.

UOL Cursos Online

Todos os cursos