Neymar não sentiu pedido de prisão, diz imprensa espanhola

Do UOL, em São Paulo

  • Russell Cheyne/Reuters

Neymar não brilhou tanto quanto costuma brilhar na vitória por 2 a 0 do Barcelona sobre o Celtic, na Escócia, nesta terça-feira. Pudera. Horas antes, o Ministério Público espanhol pediu sua prisão por dois anos por ilegalidades em sua transferência para o Barça.

Para a imprensa local, porém, o brasileiro não sentiu o efeito da notícia. "O brasileiro deu uma lição de que nada o afeta, ao menos no nível profissional, com o ataque das autoridades no caso DIS. Sua assistência para p primeiro gol e seus dribles no um contra um foram determinantes", escreveu o jornal Sport, da Catalunha.

Para o Mundo Deportivo, apesar de perder muitas disputas individuais, o ex-atacante do Santos foi "chave no 1 a 0". "Sua conexão com Messi aflorou em toda a sua dimensão no 1 a 0, com um passe genial para o argentino. Faltou ser um pouco mais egoísta dentro da área, mas ele é o líder em assistência da Champions", elogiou o Mundo Deportivo.

O As, de Madri, porém, criticou o jogador por seu comportamento no segundo tempo, em que forçou o cartão amarelo para não chegar ao mata-mata pendurado. "Com o jogo decidido, Neymar mostrou que é tão bom com a bola nos pés quanto inconsequente na hora de buscar o cartão amarelo que o tiraria da próxima partida. De tanto insistir, conseguiu o amarelo, mas poderia muito bem ter sido premiado com um vermelho. Luis Enrique teve de tirá-lo de campo com urgência"

UOL Cursos Online

Todos os cursos