Em jogo eletrizante, Borussia busca empate no fim e deixa Real em 2º

Do UOL, em São Paulo

  • AP Photo/Francisco Seco

    Aubameyang fez o primeiro gol e deu assistência para o segundo, marcado por Reus

    Aubameyang fez o primeiro gol e deu assistência para o segundo, marcado por Reus

Real x Borussia valia o primeiro lugar do grupo F da Liga dos Campeões - e não deixou por menos. Num jogo eletrizante, com muitas chances de gols lá e cá, o Dortmund buscou um empate no fim nesta quarta-feira (7) e avançou às oitavas de final na primeira colocação, com 14 pontos, deixando o Madrid em segundo lugar, com 12. 

Benzema marcou os dois gols dos donos da casa e chegou a 50 tentos na Liga dos Campeões, mas Aubameyang, especulado no Real para a próxima temporada, e Marco Reus garantiram o empate para os visitantes.

A partida também ficou marcada por um minuto de silêncio antes de a bola rolar em homenagem às vítimas da tragédia com a Chapecoense e pela volta de James Rodríguez ao time titular do Real.

James Rodríguez aproveita chance de Zidane

AP Photo/Francisco Seco

Hoje terceira opção entre os reservas do Real Madrid para o meio de campo, James Rodríguez esquentou o banco no clássico contra o Barcelona no fim de semana passado. Mais uma vez, a falta de oportunidades de Zidane para o craque colombiano virou notícia na Espanha. Quatro dias depois, porém, o treinador francês colocou James entre os 11 titulares do Real, e numa partida importante. O camisa 10 circulou bem no meio de campo, participou bastante do jogo, mas perdeu gol na cara de Weidenfeller com a perna direita no primeiro tempo. Na etapa final, porém, ele cruzou na medida para Benzema marcar. 

Real chega bem pela direita, e Navas salva no 1º tempo

AFP PHOTO / JAVIER SORIANO

O primeiro tempo de Real x Borussia foi bastante movimentado, com muita velocidade e boas chances para ambos os lados. Os merengues chegaram com muita qualidade pelo lado direito, explorando as descidas de Carvajal. Numa delas, ele cruzou rasteiro para Benzema só completar na pequena área a abrir o placar. Os alemães também criaram boas oportunidades, mas esbarram em mais uma grande atuação do goleiro Keylor Navas, que fez duas defesas salvadoras, e na sua própria displicência no terço final do gramado, errando passes decisivos. O Real foi melhor nos minutos iniciais, enquanto o Dortmund dominou no final. Melhor para quem teve mais calma e melhor pontaria.

Dortmund toma banho de água fria, mas reage rápido

AFP PHOTO / JAVIER SORIANO

Foi uma blitz amarela no início do segundo tempo. Ao seu estilo, de muita intensidade e verticalidade, o Borussia partiu com tudo em busca do empate. Mas tomou um banho de água fria logo aos oito minutos da etapa final. Um minuto antes, Wendenfeller havia salvado finalização de Benzema. Mas na segunda chance, de cabeça, após cruzamento na medida de James, o atacante francês não perdoou para ampliar no Santiago Bernabéu. A reação, no entanto, foi rápida. Aos 15, Aubameyang completou cruzamento para as redes, dando esperança à torcida alemã. Daí até o apito final, a partida não deu trégua, com o Borussia tentando o empate na base do abafa, e o Real perdendo gols, principalmente com Cristiano Ronaldo, que parou primeiro em Wendenfeller e depois na trave. Aos 42, o castigo: após cruzamento de Aubameyang em contra-ataque, Reus empatou a partida. 

Ronaldo passa em branco de novo e empaca nos 95 gols

REUTERS/Juan Medina

Maior artilheiro da história da Liga dos Campeões, Cristiano Ronaldo empacou nos 95 gols. Nesta edição, o artilheiro português anotou nas duas primeiras rodadas da fase de grupos, contra Sporting e Borussia, mas passou em branco nas últimas quatro partidas. Nesta quarta, nas duas principais oportunidades que teve, CR7 esbarrou no goleiro do Dortmund e na trave. De quebra, Ronaldo viu a vantagem para seu eterno concorrente Lionel Messi diminuir. Artilheiro com 10 gols da atual edição da Champions, o craque argentino tem 93 tentos na história da competição. 

Benzema faz dois e supera Di Stéfano e Ibrahimovic

AFP PHOTO / JAVIER SORIANO

Ao marcar duas vezes no Santiago Bernabéu, Benzema chegou a 50 gols na Liga dos Campeões, superando o lendário Di Stéfano e Ibrahimovic, igualando-se a Henry. Mas o principal dado é o número de partidas que o atacante francês precisou para chegar à marca: 88 jogos, atrás somente de Messi e Van Nistelrooy. Cristiano Ronaldo, por exemplo, precisou de 90 jogos de Champions para marcar 49 gols, segundo twitter MisterChip, especializado em dados de futebol europeu.

Imagem do jogo: Torcida do Real faz mosaico em homenagem aos 11 títulos da Champions

Xinhua/Rex Shutterstock/ZUMAPRESS

UOL Cursos Online

Todos os cursos