Atlético de Madri bate Bayer na Alemanha e encaminha vaga na Champions

Do UOL, em São Paulo

Quem esperava uma partida sem muitos gols, por conta do pragmatismo dos dois times, se enganou. Nesta terça-feira (21), na Bay-Arena, na Alemanha, o Atlético de Madri saiu na frente com dois gols na etapa inicial, viu o Bayer Leverkusen esboçar uma reação e até uma pressão no final da partida, mas conseguiu matar o confronto nos contra-ataques e encaminhou sua vaga às quartas de final da Liga dos Campeões com uma vitória importante por 4 a 2.

Com o resultado, o Atlético de Madri pode até perder por um dois de diferença na partida de volta que se mantém vivo na competição. Já para o Leverkusen a situação é mais complicada. A equipe alemã precisa vencer por dois três de vantagem para avançar de maneira direta.

Atlético de Madri e Bayer Leverkusen voltam a se enfrentar apenas no dia 15 de março, às 16h45 (de Brasília), no Estádio Vicente Calderón, na capital espanhola.

SE SAÚL MARCA, ATLÉTICO NÃO PERDE...

AP/Martin Meissner
Saúl abre o placar para o Atlético de Madri na Bay-Arena

A torcida pode ficar tranquila. Quando Saúl marca, o Atlético de Madri não perde. A regra é essa. O meio-campista nunca saiu derrotado em um jogo que ele balançou as redes. Foi assim nesta e nas últimas duas temporadas do jogador com a camisa colchonera. Antes do jogo desta terça, ele havia feito 17 gols, terminando esses mesmo duelos com 16 vitórias e apenas um empate.

...E QUE GOLAÇO!

AP/Martin Meissne
Leno não conseguiu chegar na linda finalização de Saúl

Além da estatística acima, Saúl também é conhecido por outra façanha: a de fazer golaços. Depois de ser indicado no Prêmio Puskas por um gol na temporada passada contra o Bayern de Munique, agora foi a vez do espanhol fazer como vítima o Leverkusen. Aos 16min do primeiro tempo, ele avançou pela direita, cortou a marcação e, de longe, bateu colocado, com categoria, sem chance para o goleiro Leno. Uma pintura!

SÉRVIO FALHA, E GRIEZMANN APROVEITA

Reuters / Wolfgang Rattay
Griezmann anotou o segundo gol do Atlético de Madri

Principal nome do Atlético de Madri, Griezmann também deixou sua marca. Oito minutos depois de abrir o placar, a equipe espanhola seguiu com sua marcação implacável e forçou um erro dos donos da casa, fundamental para marcar o segundo gol. Aos 24min, Dragovic errou no meio de campo e proporcionou um contra-ataque mortal. Contra dois adversários, Gameiro ganhou na velocidade, segurou a bola e serviu o francês, que bateu de forma perfeita para ampliar.

BAYER ASSUSTA DEPOIS DO INTERVALO

AP/Martin Meissner
Bellarabi desvia e vê bola entrar no gol do Atlético de Madri

Para quem esperava um Bayer morto em campo, se surpreendeu. Com apenas dois minutos da etapa final, Bellarabi recebeu ótimo cruzamento de Henrichs e só precisou de um leve desvio para manter viva as esperanças dos donos da casa.

SÉRVIO (E JUIZ) FALHA DE NOVO; GAMEIRO MATA

Reuters / Wolfgang Rattay
Gameiro bateu no meio do gol para fazer o terceiro do Atlético

Aos 13min, quando a partida parecia aberta, Gameiro apareceu para tranquilizar. O francês apostou na jogada individual pela direita e, antes de invadir a área, foi puxado por Dragovic. O árbitro, apesar do auxiliar estar ao lado do lance, assinalou pênalti. Na cobrança, o próprio atacante converteu com uma cobrança no meio do gol.

BAYER REAGE, MAS TORRES DECIDE
 
O Bayer Leverkusen até sonho com um possível empate na parte final da partida, graças ao goleiro Moyà e o zagueiro Savic, que bateram cabeça. Aos 22min, o arqueiro tentou cortar um cruzamento, mas mandou na perna do seu defensor e entrar no gol. Com o 3 a 2, os donos da casa pressionaram e quase igualaram, mas, desta vez, Savic salvou em cima da linha. Então, aos 40min, Fernando Torres, que entrou na parte final, apareceu no meio da zaga alemã e mostrou oportunismo para decratar a vitória espanhola.
 
FICHA TÉCNICA
BAYER LEVERKUSEN 2 x 4 ATLÉTICO DE MADRI
 
Local: Bay-Arena, Leverkusen (Alemanha)
Data: 21/02/2017
Horário: 16h45 (de Brasília)
Árbitro: William Collum (ESC)
Cartões amarelos: Henrichs, Dragovic e Wendell (Bayer); Filipe Luís (Atlético de Madri)
Gols: Saúl, aos 16min do 1º tempo, Griezmann, aos 24min do 1º tempo, Gameiro, aos 13min do 2º tempo, e Fernando Torres, aos 40min do 2º tempo; Bellarabi, aos 2min do 2º tempo, e Savic (contra), aos 22min do 2º tempo.
 
BAYER LEVERKUSEN: Leno; Henrichs, Dragovic, Tropak e Wendell; Aránguiz, Kampl, Havertz (Volland), Bellarabi (Pohjanpalo) e Brandt; Chicarito Hernandéz. Técnico: Roger Schmidt.
 
ATLÉTICO DE MADRI: Moyà; Vrsaljko, Savic, José Giménez e Filipe Luís; Gabi, Saúl, Koke e Ferreira Carrasco (Fernando Torres); Griezmann (Correa) e Gameiro (Partey). Técnico: Diego Simeone.

UOL Cursos Online

Todos os cursos