Ingleses brincam sobre volta de Falcão: "não deve gostar da Inglaterra"

Do UOL, em São Paulo

O colombiano Falcão Garcia passou as duas últimas temporadas emprestado a clubes ingleses. Por Manchester United e Chelsea não conseguiu se firmar como titular, marcou apenas cinco gols e voltou para a França com o rótulo de acabado para o futebol. Nesta terça-feira, porém, ele mostrou que ainda está na elite do futebol europeu.

Seu time, o Monaco, perdeu para o Manchester City pelas oitavas de final da Liga dos Campeões. Mas o atacante fez uma grande partida, marcou duas vezes e confirmou seu "renascimento" – ele também perdeu um pênalti no começo do segundo tempo. "Certamente não é o mesmo homem que vimos na Inglaterra, certo? Uma cabeçada matadora para empatar o jogo e uma das cavadinhas mais perfeitas da história para seu segundo gol. Sobre o pênalti perdido, acontece com qualquer um", avaliou o Daily Mail.

O The Sun foi mais irônico: "O colombiano era um dos atacantes mais temidos do mundo depois de passagens bem sucedidas por Porto, Atlético de Madri e Monaco. Então, quando um empréstimo para Old Trafford foi concluído, não só os torcedores do Manchester United, mas todos na Premier League ficaram animados. Mas foi como se um impostor tivesse vindo em seu lugar. O Falcao que apareceu na Inglaterra parecia fora de forma, infeliz e jogava como alguém que nunca teria sucesso por lá. Ele voltou para a França e voltou a ser o Falcão dos velhos tempos. Parece óbvio que ele simplesmente não gostava da Inglaterra, já que não teve problemas para marcar gols na Colômbia, na Argentina, em Portugal, na Espanha e na França", teorizou o jornal.

A France Football também brincou com a passagem frustrada do atacante pelo futebol inglês. "A Inglaterra faz bem para Falcão (finalmente)", escreveu a revista. "Emprestado ao Manchester United e ao Chelsea, ele nunca conseguiu prosperar por lá, entrando apenas no segundo tempo ou jogando ao lado de reservas. Levou um tempo, mas ele finalmente teve um motivo para sorrir na Inglaterra com os dois gols contra o Manchester City. Ironicamente, o grande rival de seu ex-time, o United".

UOL Cursos Online

Todos os cursos