Atlético de Madri joga para o gasto e elimina o Leverkusen na Champions

Do UOL, em São Paulo

  • AP Photo/Daniel Ochoa de Olza

Precisando reverter uma enorme desvantagem, o Bayer Leverkusen não conseguiu superar o Atlético de Madri por uma vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões. Nesta quarta-feira (15), o time alemão viu suas poucas chances de gols pararem em defesas do goleiro Oblak e acabou eliminado com o resultado de 0 a 0 – a primeira partida, na Alemanha, terminou em 4 a 2 para os espanhóis.

A classificação coloca o Atlético de Madrid pela quarta vez consecutiva nas quartas de final da Liga dos Campeões. O adversário do clube espanhol na próxima fase será conhecido na sexta-feira (17), em Nyon, na Suíça.

Leverkusen controla a bola, mas só Atlético chega no gol

AP Photo/Daniel Ochoa de Olza

Precisando de três gols para se classificar, o Bayer Leverkusen dominou a posse de bola (56% a 44%) no primeiro tempo, mas não conseguiu transformá-la em nenhuma oportunidade para balançar as redes espanholas. Quando o apito soou para o intervalo, as estatísticas mostravam o Atlético de Madri com sete finalizações, enquanto os alemães não haviam chutado nenhuma vez na meta de Oblak.

Segundo tempo morno acende com discussão

Sem grandes forças para conseguir os gols necessários para se classificar, o Bayer Leverkusen continuou com o domínio do primeiro tempo, mas sem conseguir assustar. Em um jogo controlado pelo Atlético de Madri, as tensões ficaram maiores aos 20 minutos. Hilbert tocou em Giménez e o zagueiro do time espanhol caiu dentro da área. Apesar das reclamações, o árbitro mandou o jogo seguir. Na sequência, Hilbert foi tirar satisfações com o adversário e a arbitragem precisou conter os ânimos.

Leverkusen perde quatro chances no mesmo lance

Gonzalo Arroyo Moreno/Getty Images

O dia não estava fácil para o Leverkusen. Aos 22 minutos, um lance incrível impediu o primeiro gol do time alemão. Brandt roubou a bola na saída de jogo do Atlético de Madrid e ficou cara a cara com Oblak, que fez a defesa. No rebote, Volland, de frente para o gol, parou em nova defesa do goleiro. A bola ainda ficou com ele, que chutou em cima da defesa. Com ela ainda viva, Chicharito chutou para fora do gol espanhol.

Vestibular desfalca o Leverkusen

Para a partida, o Leverkusen não pôde contar com um dos titulares do primeiro confronto. Aos 17 anos, o meia Kai Havertz não foi relacionado por um motivo curioso: a realização de uma prova equivalente ao vestibular brasileiro.

UOL Cursos Online

Todos os cursos