Vai ter que virar de novo: Juventus faz 3 no Barcelona com show de Dybala

Do UOL, em São Paulo

O Barcelona precisará de mais uma grande virada caso queira chegar à semifinal da Liga dos Campeões. Jogando na Itália nesta terça-feira (11), o time espanhol viu o jovem Paulo Dybala dar um show no primeiro tempo e conduzir a Juventus à vitória por 3 a 0 – Chiellini fez o terceiro.

Com o resultado, o Barcelona precisará fazer algo aparecido com o que fez contra o PSG (quando perdeu o jogo de ida por 4 a 0, e impôs uma goleada de 6 a 1 na volta). Para se classificar, o time espanhol terá que vencer por quatro gols de diferença no Camp Nou. Caso vença por 3 a 0, a decisão do classificado irá para a prorrogação.

O próximo duelo entre Barcelona e Juventus está agendado para o dia 19 de abril.

Efetivo e letal: Dybala se impõe sobre o Barcelona

Reuters / Giorgio Perottino

Um nome dominou o primeiro tempo: Paulo Dybala. Aos 23 anos, o atacante foi implacável nas chances que teve. Logo aos 5 minutos, o argentino recebeu de Cuadrado na área, girou e bateu no canto de Ter Stegen.

Na segunda chance que teve, mais uma bola na rede. Aos 21 minutos, Mandzukic cruzou rasteiro e Dybala pegou de primeira para balançar as redes de Ter Stegen. O lance aconteceu logo após Buffon fazer uma grande defesa em chute de Iniesta, que recebeu ótimo passe de Messi.

Dybala acabou sendo substituído aos 35 minutos da segunda etapa. O argentino deixou o gramado com três finalizações, sendo que duas terminaram no fundo das redes de Ter Stegen.

Chiellini complica a vida do Barcelona

AFP PHOTO / MIGUEL MEDINA

A situação da Juventus já era boa e ficou ainda melhor aos 9 minutos da segunda etapa. Pjanic cobrou escanteio e Chiellini cabeceou para o fundo das redes de Ter Stegen. A bola ainda bateu na trave antes de entrar.

Neymar apagado e Barça parando em Buffon

AP Photo/Antonio Calanni

Com boa vantagem no placar, a Juventus começou cada vez mais a se preocupar com a defesa e dar espaço para o Barcelona tentar algum ataque. Mas mesmo quando tinha chances, o clube espanhol parava em uma muralha: Buffon. O goleiro foi responsável por uma ótima defesa em um chute de Suárez, aos 22 minutos.

Mesmo quando não parava em Buffon, o Barcelona sofria para criar as chances. Entre os integrantes do trio de ataque, Messi era o que mais tentava jogadas, mas parava na forte marcação. Já Neymar, isolado na esquerda, pouco recebia bolas e não conseguiu fazer mais do que uma apagada atuação. Suárez, por último, teve suas chances, mas não conseguiu aproveitar.

Na Juventus, atacante também tem que marcar

AP Photo/Antonio Calanni

O estilo do técnico Massimiliano Allegri não chega a ser um "catenaccio", mas há uma preocupação com o sistema defensivo. Depois de abrir o placar, a Juventus posicionou suas linhas no campo de defesa e começou a complicar a vida para o Barcelona.

E no esquema do treinador não é só defensor que marca adversário. Por várias vezes, Higuaín voltava até a posição dos volantes, enquanto Mandzukic parecia um lateral. Em um dos lances da primeira etapa, o croata impediu a aproximação de Messi, o que resultou em um bate-boca entre os dois.

Daniel Alves se reencontra com o Barcelona...

Reuters / Giorgio Perottino

Um dos principais nomes da geração vitoriosa do Barcelona, Daniel Alves deixou o clube espanhol rumo à Juventus no início da atual temporada. Nesta terça-feira, o brasileiro se reencontrou com o time em que conquistou 23 títulos.

Na partida, o lateral pouco atacou, se preocupando mais em ajudar a equipe na marcação do trio ofensivo do Barcelona. Logo no primeiro tempo, Daniel Alves levou um cartão amarelo por uma falta em Iniesta no meio de campo.

... E Chiellini revê Luis Suárez

Reuters / Alessandro Bianchi

A partida também contou com o reencontro de Luis Suárez e Giorgio Chiellini. Os dois protagonizaram uma polêmica na Copa do Mundo de 2014, quando o uruguaio mordeu o italiano na partida válida pela fase de grupos do torneio.

Nesta terça-feira (11), os dois agiram como se nada tivesse acontecido: os dois se cumprimentaram normalmente antes de a bola rolar e não se envolveram em polêmicas durante os 90 minutos.

UOL Cursos Online

Todos os cursos