UEFA se diz "profundamente perturbada" com ocorrido; Fifa condena ataque

Do UOL, em São Paulo

O presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, se manifestou após a explosão que atingiu o ônibus do Borussia Dortmund nesta terça-feira (11). O dirigente se disse "profundamente perturbado" com o ocorrido e afirmou que a decisão de adiar a partida visa priorizar a segurança dos times e dos torcedores.

"Estava profundamente perturbado com as explosões que ocorreram nesta noite em Dortmund. A decisão de adiar o jogo da Liga dos Campeões entre Borussia Dortmund e Monaco foi correta, pois precisamos priorizar a segurança de todos os torcedores, times e jogadores", disse Ceferin em nota oficial.

"Gostaria de manifestar minha sincera gratidão aos representantes dos dois times, das autoridades locais e dos torcedores pela cooperação no local", completou.

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, também se manifestou sobre o ocorrido. Por meio de nota oficial, o dirigente condenou o incidente e disse aguardar mais detalhes.

"A Fifa condena os incidentes em Dortmund. Estamos todos esperando por mais detalhes sobre o ocorrido", disse Infantino.

O dirigente da entidade máxima do futebol também desejou uma rápida recuperação ao zagueiro Marc Bartra, ferido na explosão.

"Os pensamentos de todos nós da Fifa estão com as pessoas de Dortmund e com os torcedores de Borussia Dortmund e Monaco. Estamos monitorando a situação de Marc Bartra e desejamos a ele uma rápida recuperação de sua lesão", completou.

UOL Cursos Online

Todos os cursos