Marcelo teve a tarefa mais ingrata no Real: tentar parar Robben

Do UOL, em São Paulo

O jornal espanhol As usou bom humor ao comentar a atuação do brasileiro Marcelo na vitória por 2 a 1 do Real Madrid sobre o Bayern de Munique pelas quartas de final da Liga dos Campeões: "Teve de dançar com a mais feia".

A brincadeira diz respeito à tarefa defensiva do brasileiro na Alemanha: marcar o holandês Arjen Robben. O atacante foi o melhor jogador ofensivo do time bávaro e deu muito trabalho para o titular do técnico Tite na seleção brasileira.

"Robben foi um perigo constante. Ancelotti sabia que Cristiano não volta para marcar e apostou todo o seu jogo nesse setor. Isso impediu o lateral de ajudar muito no ataque. O holandês ganhou uma ou duas jogadas, mas Marcelo começou a brilhar após a expulsão de Javi Martinez", escreveu o As.

O Sport, jornal de Barcelona, também ressaltou as dificuldades com Robben, mas lembrou de um lance no fim do jogo que poderia ter mudado o placar. "Teve muito trabalho enquanto o físico do holandês aguentou. A partir da metade do jogo, porém, conseguiu jogar mais livre, apoiou o ataque e teve até mesmo a chance de marcar o terceiro em um chute cruzado", escreveu o jornal.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos